Fotografia: Avelino Lima
Reabilitar prédios do casco medieval de Braga pode custar 13 milhões aos privados

A reabilitação dos imóveis que integram o casco medieval do centro histórico de Braga pode exigir um investimento de 13 milhões de euros aos proprietários privados.

Joaquim Fernandes
3 Set 2018

Um investimento mínimo de 4,9 milhões de euros e um esforço financeiro máximo de 12,9 milhões. São os números previstos pelos serviços da Câmara Municipal de Braga responsáveis pela reabilitação dos imóveis habitacionais e comerciais. As contas vertidas no Plano Diretor Municipal (PMD) que se encontra em fase de revisão e que deverá entrar em vigor em 2020 têm um propósito bem definido.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]




Notícias relacionadas


Scroll Up