Fotografia: Nuno Cerqueira: Melão Casca de Carvalho

Produção de “Melão Casca de Carvalho” dizimada devido ao calor

Falta de melão casca de carvalho em Barcelos obrigou Câmara a cancelar a feira daquele fruto.

Redação
8 Ago 2018

O calor extremo dos últimos dias dizimou a produção de melão casca de carvalho em Barcelos, obrigando a câmara a cancelar a feira daquele fruto agendada para 11 e 12 de agosto, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a câmara refere que “mais de 70% dos expositores” não teriam produto suficiente para expor, sublinhando que aquele fruto é “extremamente sensível” às condições climatéricas.

“O ano em curso tem-se apresentado bastante irregular, facto que, numa primeira fase, levou ao atraso no desenvolvimento da produção e do fruto e, agora, com as temperaturas extremas dos últimos dias, levou, segundo os produtores e parceiros na iniciativa da Feira do Melão, a uma perda de quase 100%”, acrescenta.

A feira deveria contar com cerca de uma dezena de produtores, entre os quais João Briote, que confessou não se lembrar de um ano “tão mau” para o melão casca de carvalho.

Explicou que o melão é semeado em princípios de abril e que “precisa de dias de calor para se desenvolver”.

“Não houve calor e os melões estiveram muito tempo parados. Nos últimos dias, com este calor tão bravo, acabaram por arder. Ainda tenho uns melõezitos mas nada que se compare aos últimos anos, é um prejuízo muito grande”, lamentou.

O “de primeira” é vendido a quatro euros o quilo, mas os outros, que são a maioria, ficam-se por um euro.





Notícias relacionadas


Scroll Up