Fotografia: Nuno Cerqueira

Sete Fontes e Campo de Tiro alvo de incêndios florestais

Os Bombeiros Voluntários de Braga e os Bombeiros Sapadores de Braga  combateram incêndios que deflagraram em dois locais distintos do concelho.

Nuno Cerqueira
2 Ago 2018

Os Bombeiros Voluntários de Braga e os Bombeiros Sapadores de Braga  combateram incêndios que deflagraram em dois locais distintos do concelho, hoje à tarde, um dos quais no centro da cidade junto ao Hospital de Braga e outras à portas do Campo do Tiro.

Segundo foi possível apurar, o primeiro incêndio foi registado nas Sete Fontes e mobilizou, para além dos bombeiros, uma equipa do GIPS da GNR e meio aéreo. No total 20 operacionais combateram as chamas que rapidamente foram dominadas.

Segundo informação do CDOS de Braga, o incêndio avançado como sendo Montariol «não existiu».

Já na zona do Campo de Tiro de Braga,  junto à variante do Alto da Vela, outro incêndio deflagrou e teve também apoio de meio aéreo.

As chamas não colocaram nenhuma estrutura edificada em risco e arderam essencialmente em zona de mato.

Ao que foi possível apurar, os bombeiros negam que as chamas tenham sido provocadas por descargas elétricas.

«Tivemos sim pequeno focos de fumo em quadros elétricos da EDP, mas que não originaram incêndios», disseram ao Diário do Minho os bombeiros de Vieira do Minho, Barcelos, Braga e Vila Verde (BVVV), nomeadamente, neste último caso, o segundo comandante dos BVVV, Luís Morais.

Já fonte da EDP referiu que está a averiguar a anomalia nos referidos “quadros” da EDP, destacando que em Vieira do Minho, Vila Verde, Braga, Famalicão e Barcelos existiram problemas em quadro elétricos da EDP, onde os bombeiros chegaram a ser chamados por precaução.





Notícias relacionadas


Scroll Up