Fotografia: Nuno Cerqueira: Porto de Viana do Castelo

UCC da GNR apreendeu mais de 18 toneladas de “atum rabilho” e fez um detido

Já a 19 de julho os militares haviam apreendido 15 toneladas de pescado da mesma espécie.

Nuno Cerqueira
27 Jul 2018

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC) da GNR de Matosinhos apreendeu 18,7 toneladas de “Atum Rabilho”. Em coordenação com a Direção Geral dos Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM), a ação ocorreu hoje de manhã no porto de pesca de Viana do Castelo.

Segundo apurou o Diário do Minho, confirmada através de nota de imprensa,  a ação decorreu no momento da descarga do pescado quando a GNR abordou a embarcação e no ato da fiscalização.

«Quase a totalidade do pescado que se encontrava a bordo era da espécie Atum Rabilho. Devido ao perigo de extinção, esta espécie é protegida por legislação internacional e considerando que este ano já atingiu a cota máxima estabelecida, não é permitido direcionar a atividade da pesca para exemplares daquela espécie», frisou a a UCC da GNR de Matosinhos.

Os militares procederam ainda à detenção do autuado, pois este não se terá mostrado «colaborante com os militares fiscalizadores».

«Foi necessário proceder à detenção do mesmo pelo crime de desobediência. O detido foi constituído arguido e sujeito à medida de coação de termo de identidade e residência, tendo o expediente sido remetido ao Tribunal de Viana do Castelo», acrescentou a GNR.

No que diz respeito ao pescado, por não ser possível devolvê-lo ao mar, o mesmo foi leiloado em lota.

De salientar que a embarcação abordada já tem antecedentes deste tipo de ilícitos, realçando-se que numa operação conjunta com a DGRM, no passado dia 19 de julho, já tinham sido apreendidas cerca de 15 toneladas de pescado da mesma espécie.





Notícias relacionadas


Scroll Up