Vídeo: Nuno Cerqueira

Francisco Mota refuta acusações.

Jorge Oliveira
23 Julho 2018

Alegada coação do líder da Juventude Popular (JP) de Braga à organização da Rodellus, festival de música que decorreu em Ruílhe, foi a “gota de água” e que levou a CDU a pedir ao executivo da Câmara de Braga que trave aquilo que considera ser «abuso» de poder.

Em causa está o assessor de Altino Bessa, que também é líder da JP de Braga. Conflito de interesses levou Carlos Almeida a “grito” de revolta hoje em reunião de Câmara.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]


Outros Vídeos

Scroll Up