Fotografia: DR
Quatro detidos pela exploração e prática ilícita de jogos de fortuna e azar em Guimarães e Vizela

Casos foram detetados em Vizela e Guimarães.

Redação
5 Jul 2018

O Comando Territorial de Braga, através do Destacamento Territorial de Guimarães, deteve ontem quatro homens, com idades compreendidas entre os 25 e os 42 anos, por exploração e prática ilícita de jogo de fortuna e azar.

As situações, segundo nota de imprensa do comando, ocorreram em Guimarães e Vizela.

«No âmbito de uma operação à prática do crime de exploração ilícita de jogo de fortuna e azar, foram fiscalizados 19 estabelecimentos de restauração e bebidas, detidos dois homens por exploração ilícita de jogo de fortuna e azar e dois homens por prática de jogo ilícito de fortuna e azar», lê-se no comunicado.

Segundo a GNR foram apreendidos 25 computadores, seis tablets, quatro computadores portáteis, quatro telemóveis, três conjuntos de “Poker”, três máquinas de roleta e 800 euros em numerário.

Os militares fazem questão de esclarecer que estes jogos, designados por jogos de fortuna ou azar, são aqueles «cujo resultado é contingente por assentar exclusiva ou fundamentalmente na sorte», sendo que a exploração e prática são permitidas «exclusivamente nos casinos existentes em zonas de jogo permanente ou temporário e em locais devidamente autorizados e licenciados».

Os detidos foram constituídos arguidos e sujeitos à medida de coação de termo de identidade e residência.

A ação contou com a colaboração da Inspecção Geral e Jogos.




Notícias relacionadas


Scroll Up