Fotografia:
Projeto para invisuais de aluno do Politécnico de Viana vence prémio Grace

Um sistema de auxílio e melhoramento à mobilidade de pessoas invisuais, concebido por um aluno do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), venceu o prémio da Academia Grace, informou hoje a instituição de ensino superior.

Redação/Lusa
22 Jun 2018

O projeto de Paulo Faria, aluno do curso técnico superior profissional de tecnologias e programação de sistemas de informação da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do IPVC, inserido no projeto Uni.Network, “incidiu sobre um sistema de auxílio e melhoramento à mobilidade de pessoas invisuais”, desenvolvido em cooperação com a delegação distrital da Associação de Cegos e Amblíopes de Portugal.

Aquele sistema “consiste no desenvolvimento de soluções móveis para auxiliar todos os associados, assim como cegos e amblíopes em geral, na utilização dos autocarros urbanos e na realização de determinados percursos pedestres”.

A Academia Grace tem como objetivo o desenvolvimento de projetos académicos sobre um tema de Responsabilidade Social Corporativa (RSC). O Prémio Academia Grace visa distinguir os autores dos melhores trabalhos realizados com a oportunidade de terem uma experiência profissional, em formato de estágio de verão, numa empresa associada à academia e um contacto privilegiado com a área de RSC, entre outros departamentos.

O sistema agora premiado insere-se no programa Escola Inclusiva do IPVC que “tem conquistado várias distinções pelos projetos desenvolvidos com a comunidade como, em dezembro passado, o Prémio Voluntariado Santander Totta”.

A docente da Escola Superior de Tecnologia e Gestão Sara Paiva, que acompanha o projeto, sublinhou, na nota de imprensa, a “importância de mais esta conquista da Escola Inclusiva que premeia não só a instituição, mas os estudantes envolvidos e as entidades que recorrem ao IPVC”.

Este ano concorreram ao Prémio Grace mais de 90 projetos de instituições de todo o país.




Notícias relacionadas


Scroll Up