Fotografia:
Impostos e biocombustíveis encarecem combustíveis em Portugal face a Espanha

Os custos de política fiscal aumentaram 56% no gasóleo e 26% na gasolina desde 2004.

Redação/Lusa
11 Jun 2018

A diferença de preços nos combustíveis rodoviários entre Portugal e Espanha acentuou-se desde 2017, com a carga fiscal e as metas de incorporação de biocombustível mais pesadas a elevar o custo no mercado português, segundo a Autoridade da Concorrência.

Na análise ao setor “Fair Play – Com concorrência todos ganhamos”, divulgado na quinta-feira, conclui-se que “incluindo os impostos e os biocombustíveis, a competitividade dos combustíveis rodoviários em Portugal desce significativamente, sobretudo face a Espanha”.

Segundo dados da Comissão Europeia, na semana de 04 de junho, o preço do gasóleo era em média 14 cêntimos por litro mais alto em Portugal, diferença que disparava para 25 cêntimos por litro na gasolina 95 (a mais vendida).

Nessa semana, o litro do gasóleo custava em média 1,38 euros nos postos portugueses, e 1,24 euros/litro nos espanhóis, quando, antes de impostos e taxas, o diferencial era no sentido oposto – em Portugal custava 0,652 euros/litro e em Espanha 0,659 euros/litro.

No caso da gasolina 95, o diferencial de preços agrava-se para cerca de 25 cêntimos dos dois lados da fronteira (1,59 e 1,34 euros por litro, respetivamente), quando o valor, antes de aplicados os impostos e taxas, era igual, de 0,64 euros/litro).




Notícias relacionadas


Scroll Up