Fotografia: Avelino Lima

Escola EB1 da Morreira não abre no próximo ano letivo

A EB1 da Morreira não vai abrir no próximo ano letivo, revelou ontem a vereadora da Educação na reunião do executivo municipal, respondendo a uma questão feita pelo PS já no período fora da ordem de trabalhos.

José Carlos Ferreira
11 Jun 2018

Segundo acrescentou a autarca, os 14 alunos vão ter aulas na EB1 de Trandeiras, ficando assim dentro da unidade territorial que é a União de Freguesias da Morreira e Trandeiras.

Falando aos jornalistas no final da reunião, Lídia Dias disse que a EB1 da Morreira, que pertence ao Agrupamento de Escolas Alberto Sampaio, tem poucos alunos e que a possibilidade era a constituição de uma turma com os quatro anos de escolaridade. «Entendeu-se que não era este o caminho, que tínhamos de dar uma solução e optou-se, dentro do mesmo União de Freguesias, transitar as crianças para Trandeiras, criando, assim, duas turmas mistas», disse.

Segundo a vereadora da Educação, esta solução tornou-se mais consensual dentro do Agrupamento, que adotou a flexibilização e se compromete a dar apoio de professores às turmas. Desta forma, «encerrará a escola de Morreira, foi essa a proposta que foi feita à delegação regional e o município assumirá todas as questões logísticas, nomeadamente o transporte daqueles alunos para irem para Trandeiras», disse Lídia Dias.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up