Fotografia: Alexandre Gonzaga

Pré-seminário de Braga realizou último encontro do ano com 32 adolescentes

O Seminário Nossa Senhora da Conceição acolheu ontem o último encontro deste ano letivo do pré-seminário da Arquidiocese de Braga.

Alexandre Gonzaga
10 Jun 2018

A iniciativa reuniu 32 adolescentes, oriundos dos 14 arciprestados bracarenses, num processo que termina no final deste mês com a realização de um estágio para os rapazes que decidirem continuar com o processo de discernimento vocacional.

«Nos dias 27, 28 e 29 de junho, realizaremos um estágio, que envolverá as famílias na tomada de decisão», explica o padre Rui Sousa.

O responsável pelo pré-seminário diz que as famílias e os párocos dão um contributo importante neste processo e que se trata sempre de «uma decisão conjunta», pois, «é sempre necessário o parecer de vários elementos».

Os encontros retornam em outubro e o sacerdote afirma que muitos adolescentes chegam ao pré-seminário «por indicação dos párocos, catequistas até da própria família», num processo que também acontece «ao contrário».

«Muitas vezes, é a equipa do pré-seminário que aborda estes agentes de pastoral», conta o sacerdote, que faz questão de sublinhar que a equipa do pré-seminário é «ampla», constituída pelos padres Mário Rodrigues e Rúben Cruz, e os alunos do seminário menor.

O padre Rui Sousa lembra que «os encontros acontecem uma vez por mês, numa dinâmica que se estende ao longo do ano letivo», e que, «cada encontro abordou uma personagem bíblica, através de dinâmicas, workshops, testemunhos e caminhadas, como, por exemplo, a Montariol».

Ao longo do último ano letivo, estiveram inscritos 70 rapazes, tendo participado nos 9 encontros uma média de 30 a 40 adolescentes, com idades compreendidas entre os 11 e 16 anos de idade.

«No próximo plano pastoral aparecerão as datas dos encontros de 2018-19. Lembro que os adolescentes podem participar no pré-seminário mediante inscrição prévia e sempre que quiserem», frisa o sacerdote, afirmando que, durante os encontros, «são trabalhadas as dimensões humana, espiritual e vocacional».

Normalmente, os rapazes ingressam no seminário menor entre o 9.º e o 11.º ano de escolaridade.





Notícias relacionadas


Scroll Up