Espaço do Diário do Minho

Valores mais altos se levantam!

30 Mai 2018
Tony Reis

No início do corrente mês o senhor Presidente da República vetou o diploma que previa a mudança de sexo e de nome aos 16 anos sem ser necessário relatório médico.

O bom senso imperou e a decisão não surpreendeu, após a aprovação no parlamento que demonstrou de forma clara as prioridades deste governo que segue os ideais da extrema-esquerda portuguesa. Liberdade, direitos a qualquer custo, quando uma sociedade democrática e em pleno século XXI exige também muitos deveres e responsabilidade de cada um de nós.

Um jovem com 16 anos não pode (e bem) conduzir, comprar álcool e tabaco, votar, trabalhar, tem nos seus pais os responsáveis pelos seus actos, não podem sair do país sem autorização dos seus tutores mas… o parlamento pretende que os menores possam decidir conforme entendem a mudança de sexo e de nome. Menores que na maioria dos casos não sabem muitas vezes a carreira académica a seguir, o que pretendem ser no futuro, mas “têm” de saber se pretendem ou não mudar de género!

Não estará o nosso país a ficar do avesso e a confundir as suas prioridades? Será que um adolescente tem já definido e desenvolvido o seu crescimento, as suas mudanças? Conhece o seu corpo?

Quais serão as prioridades de um adolescente nessa idade importante em que define a sua educação, postura, o seu modo de estar? Com dezasseis anos vão em muitos casos ser auxiliados com um psicólogo para descobrir o melhor caminho escolar a seguir.

Cabe à sociedade deixar crescer, brincar, estudar, desenvolver o “eu “ de cada adolescente e ajudá-lo nessa fase importante em que cria a sua personalidade.

Não será com toda a certeza com essas decisões que os nossos políticos conseguem modernizar o nosso país, torna-lo mais desenvolvido e cativar os mais novos para a arte de bem servir o país, com a política.

Não existirão outro tipo de prioridades na saúde, na educação, cultura, desporto, na área financeira,para as crianças de hoje, que serão o futuro de amanhã?

A oportunidade que cada um de nós tem de ser político nas suas decisões deveria ser aproveitada para nos tornarmos úteis aos olhos daqueles que aprendem com os adultos. Sejamos sérios nas nossas opções e saibamos definir o que pretendemos para as novas gerações.



Mais de Tony Reis

Tony Reis - 31 Ago 2019

A televisão torna-se nos dias de hoje um pouco a imagem da nossa sociedade. Assistimos àquilo que a maioria das pessoas gosta (ou se habitua a ver) e somos bombardeamos com um entretenimento de pouco nível, com somatórios de “Secret Stories”, “Quem quer casar com este ou aquele”, novelas atrás umas das outras. Programas de […]

Tony Reis - 23 Dez 2018

A freguesia de São Vicente terminou na primeira semana deste mês as comemorações do seu 85.º aniversário. Hoje, podemos afirmar que para os Vicentinos o dia 6 de Dezembro é uma data que já não passa despercebida, dia de festividade pelo aniversário da sua freguesia e também agora considerado e conhecido como dia da Cidadania. […]

Tony Reis - 27 Mai 2018

No início do corrente mês o senhor Presidente da República vetou o diploma que previa a mudança de sexo e de nome aos 16 anos sem ser necessário relatório médico. O bom senso imperou e a decisão não surpreendeu, após a aprovação no parlamento que demonstrou de forma clara as prioridades deste governo que segue […]


Scroll Up