Fotografia: Hugo Delgado/Lusa

Primeiro-ministro e chanceler alemã apontam Braga como exemplo europeu

O primeiro-ministro e a chanceler alemã coincidiram ontem na defesa de que a inovação tecnológica feita em Braga está ao nível do que de melhor se faz na Europa. António Costa e Angela Merkel falavam na cerimónia de inauguração do novo Centro de Tecnologia e Desenvolvimento da Bosch de Braga.

Joaquim Martins Fernandes
30 Mai 2018

«É uma grande alegria ver que em Braga se trabalha no futuro da Europa. A inauguração deste Centro de Tecnologia e Desenvolvimento é boa para Braga, para a Bosch e para a cooperação luso-alemã», afirmou Angela Merkel, que sublinhou que a Alemanha e Portugal estão «a trabalhar a rede e de forma muito entusiasmada».
Sem esconder o contentamento por uma empresa alemã estar envolvida numa parceria que está comprometida com o futuro, a chanceler alemã apontou que o caminho da prosperidade europeia «depende da capacidade de sermos inovadores». A propósito, Merkel enalteceu o papel que tem sido assumido pela Câmara Municipal no desenvolvimento de políticas que facilitam o investimento das empresas em produtos cada vez mais inovadores e o trabalho da Universidade do Minho, na transferência de conhecimento para a economia. A líder do governo alemã aproveitou a oportunidade para sugerir ao «presidente da Câmara Municipal de Braga e Universidade» que mantenham «as boas parcerias com que se têm comprometido e que «continuem a despertar [nos jovens] o gosto pelos curso ligados às novas tecnologias», até porque se trata de uma área em que «vai gerar mais empregos , no futuro». Angela Merkel vincou que «esse será o grande desafio para a União Europeia», pelo que espera que o Governo português continue a apostar «nas políticas de inovação, que têm, sido bem sucedidas».





Notícias relacionadas


Scroll Up