Fotografia: DR
Bispo do Porto quer que Vaticano avance com canonização de D. António Barroso de Barcelos

Assinala-se a 31 de agosto o centenário da morte do antigo bispo em Barcelos.

Redação/NC
9 Mai 2018

O bispo do Porto, Manuel Linda, divulgou hoje ter pedido ao Vaticano para avançar com os processos de canonização de D. António Barroso, missionário e antigo bispo da cidade entre 1899 e 1918.

«Já escrevi para Roma e pretendo fazer avançar o processo de canonização», afirmou hoje Manuel Linda num encontro com jornalistas.

Para o bispo do Porto, António Barroso é «uma figura grandiosa».

A 17 de junho, o Papa Francisco aprovou a publicação do decreto que reconhece as «virtudes heroicas» de António José de Sousa Barroso (1854-1918), indica a agência Ecclesia, segundo a qual «esta é uma fase central do processo que leva à proclamação de um fiel católico como beato, penúltima etapa para a declaração da santidade».

António Barroso nasceu em Barcelos a 05 de novembro de 1854, tendo-se formado no Colégio das Missões Ultramarinas de Cernache do Bonjardim, de 1873 a 1879.

Foi ordenado sacerdote missionário em 20 de setembro de 1879, seguindo para o Congo, Angola, Moçambique e Meliapor, na Índia, antes de assumir a Diocese do Porto em 1899.

O antigo bispo do Porto ficou célebre pela forma como lutou contra a perseguição feita à Igreja Católica na sequência da Implantação da República Portuguesa, tendo mesmo sido preso e levado a Lisboa.

A diocese irá organizar em junho no Porto o colóquio “Entre a Monarquia e a República – os tempos de D. António Barroso” e assinalar a 31 de agosto o centenário da morte do antigo bispo em Barcelos, local onde se encontra sepultado.




Notícias relacionadas


Scroll Up