Fotografia: DR

Basílica dos Congregados, Nogueira da Silva e DST com circuito para ver esculturas de Paulo Neves

O circuito encerra na Basílica dos Congregados com a figura de Cristo e uma iconografia limpa a imagens de Santas.

Redação
2 Mai 2018

O escultor Paulo Neves vai inaugurar, no sábado, em Braga, um circuito constituído por três espaços no centro da cidade onde vai mostrar, através de obras em madeira, pedra, ferro a “relação que estabeleceu com a natureza”.

Ao abrigo do projeto da Galeria Shairart DST, o artista vai expor, até 23 de maio, as várias obras de “Os Instantes da Matéria” naquela galeria, no Museu Nogueira da Silva e na Basílica dos Congregados, anunciou hoje em comunicado aquele espaço.

«Paulo Neves estabeleceu desde sempre uma relação com a natureza, criando um vocabulário formal e compositivo que se mantém nas obras em madeira, pedra, ferro e nas variações em materiais plásticos e sintéticos, conferindo-lhe uma coerência e constância enquanto escultor», destaca no texto a curadora da exposição, Helena Mendes Pereira.

A curadora explica que «o circuito começa no jardim do Museu Nogueira da Silva, na Avenida Central, onde as esculturas em ferro assumem protagonismo, seguindo-se a galeria shairart dst, que se cobre de uma seleção de madeiras, produzidas entre 1978 até aos dias de hoje, com caminhos para o céu, convites a espreitar por entre as rodas e anéis, sugestões de mandalas e conjuntos escultóricos com detalhes em bronze que nos arrancam suspiros».

O circuito encerra na Basílica dos Congregados, «na qual se encontra a figura de Cristo e uma iconografia limpa que associamos a imagens de Santas».

O texto destaca de Paulo Neves é «reconhecido como um dos melhores escultores portugueses da atualidade», sendo que as suas obras «integram as mais prestigiadas coleções» em Portugal, Angola, Espanha, Bélgica, Brasil, Itália e Alemanha.





Notícias relacionadas


Scroll Up