Fotografia: António Valdemar

Campo de Tiro de Braga sem condições para receber provas regionais e nacionais

A elite do Fosso Olímpico nacional atirou em Braga.

António Valdemar
8 Abr 2018

A seleção nacional de Fosso Olímpico está em Braga a realizar uma prova para apurar os melhores atiradores que irão competir na Taça do Mundo, em Malta, no mês de junho. Aos melhores atiradores pontuados nesta prova juntam-se ainda as melhores classificações nas duas provas anteriores do campeonato nacional e daqui sairão os atiradores para a prova internacional que entra nas contas dos próximos Jogos Olímpicos na Coreia do Sul.

«Escolhemos o campo de tiro do Clube Caçadores de Braga, porque tecnicamente tem boas condições e também fomos sempre recebidos de forma calorosa em Braga. Depois, queremos fazer a promoção deste desporto na região», explicou Custódio Ezequiel.

No entanto, o selecionador nacional lamentou que «estas magníficas instalações» ainda não estejam preparadas para acolher provas com outra dimensão. «Infelizmente o campo de tiro de Braga não tem logística para receber uma prova de contagem nacional com mais de 100 atiradores. Ainda não tem equipamento suficiente, nomeadamente ao nível da restauração. Não faz sentido os atiradores atirarem e depois terem de ir comer ou mesmo tomar um café fora. Cada vez temos mais estrangeiros a atirar em Portugal e se queremos atrair turismo temos de ter condições», vincou.





Notícias relacionadas


Scroll Up