Fotografia: Alexandre Gonzaga

Câmara vai remodelar cobertura da esquadra da PSP de Calendário

O presidente da Câmara de Famalicão explicou que a intervenção é «muito necessária».

Redação
3 Abr 2018

A Câmara de Famalicão vai remodelar a cobertura da esquadra da PSP de Calendário «logo que o tempo melhore», congratulando-se com a garantia do reembolso da empreitada anunciada em Diário da República, adiantou hoje a autarquia.

O presidente da câmara, Paulo Cunha, explicou que a intervenção na cobertura daquela esquadra policial é «muito necessária» e que terá como objetivo resolver «problemas das infiltrações de água» no edifício.

Segundo explicou a referida fonte, em julho de 2017 o município celebrou um Contrato de Cooperação Interadministrativa para as obras de reabilitação da cobertura da esquadra da PSP de Vila Nova de Famalicão, em que o município «assumia o lançamento, execução, pagamento e fiscalização da empreitada mediante reembolso da Secretaria Geral da Administração Interna».

Na segunda-feira, em Diário da República foi publicada uma portaria que «vem tornar possível» aquele reembolso: «Tratando-se de uma intervenção na cobertura do edifício, os trabalhos serão iniciados logo que as condições climatéricas o permitam, que o tempo o melhore. A empreitada já se encontra adjudicada à empresa EUROEL, Lda., pelo valor de 147.840,43 euros mais IVA», adiantou a fonte.

A mesma fonte explicou que o edifício onde está localizada a esquadra tem mais de 30 anos e, «salvo algumas reparações esporádicas, nunca foi sujeito a quaisquer obras de recuperação e reabilitação».

Segundo Paulo Cunha, «trata-se de uma intervenção muito necessária para garantir uma melhoria substancial das condições de trabalho dos agentes afetos à esquadra da PSP de Vila Nova de Famalicão e para salvaguardar a saúde de todos quantos recorrem a este equipamento público, uma vez que serão resolvidos os problemas das infiltrações de água que se verificam no edifício através da substituição da cobertura que é ainda em boa parte em fibrocimento».

O autarca explicou que a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão «assumiu-se como dona da obra no superior interesse dos famalicenses e a Secretaria-Geral da Administração Interna fez o mesmo ao reconhecer competência à autarquia para liderar o processo».

«Esta é uma parceria que garante uma boa e célere execução da obra, dado o conhecimento de proximidade que existe do equipamento por parte dos serviços autárquicos», salientou Paulo Cunha.





Notícias relacionadas


Scroll Up