Fotografia: Nuno Cerqueira
📷 Arcebispo de Braga sublinha necessidade de «acolhimento e hospitalidade» na Igreja

Em Domingo de Páscoa, D. Jorge Ortiga aponta cinco caminhos para o futuro das comunidades católicas.

Nuno Cerqueira
1 Abr 2018

O Arcebispo de Braga afirmou hoje, na missa do domingo de Páscoa realizada na Sé Catedral de Braga, que «a Igreja Católica deve ter como marca o acolhimento e a hospitalidade», evitando ser vista como «burocrática e incapaz de compreender os dramas das pessoas».

«Acredito que o acolhimento e a hospitalidade serão traços essenciais da Igreja de amanhã. Hospitalidade é a coragem de acolher as pessoas no ponto em que se encontram, com a diversidade de pensamento e fazê-lo sem preconceitos», frisou D.Jorge Ortiga durante a homilia.

O Arcebispo Primaz apontou ainda «cinco caminhos» a seguir para aquilo que referiu sendo como «um tempo novo na Igreja Católica».

«A estrada da pobreza e humildade, a estrada do acolhimento, a estrada do diálogo com a cultura, a estrada da iniciação cristã e a estrada da comunhão», disse.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]




Notícias relacionadas


Scroll Up