Espaço do Diário do Minho

Reforço para a vida
30 Mar 2018
Carlos Dias

Na vida existem duas dimensões que nos condicionam muito, uma, nada controlável, mas, muito significativa, que nos envolve, que nem sempre queremos, que é o acaso (o local onde nascemos, a nossa família, um acidente, um determinado acontecimento marcante) e a outra é o caráter, ou seja aquilo que podemos controlar, moldar, fazer ou ser.

E nesta segunda dimensão, existe um espaço que nos pode fazer mudar, moldar, crescer, que pode fazer toda a diferença: a escola. Este local, nem sempre amado, tem uma importância significativa na nossa instrução, mas também na forma como encaramos a vida. Há quem diga que nascemos com o futuro traçado, mas nisso não acredito.

Acredito que existem pessoas, histórias, momentos, livros, filmes, estímulos, aulas, músicas, arte, sentimentos, que fazem mudar o rumo das nossas vidas. Acredito que a escola é um desses espaços, daqueles que nos moldam o caráter, onde a aprendizagem se confunde com a dúvida, o conhecimento com a sagacidade, o movimento com o crescimento, a barreira das dificuldades com a perseverança de as vencer.

A escola, no seu todo, é um espaço fundamental para a nossa formação, para o nosso caráter. A vida de uma escola está muito para além da instrução que nela é ministrada.

É por isso que as medidas aprovadas na Assembleia da República no reforço de horas para a disciplina de Educação Física me deixam muito feliz, porque essencialmente, fazem relevar a importância do movimento no contexto da educação. Não está confirmada a aplicação destas diretrizes por parte do Governo, e isso é o mais importante passo.

É fundamental, em função da realidade social atual, fazer reformulações para que a escola seja mais eficaz para a formação integral dos seus alunos. A Educação tem que ser mais ativa, moderna, interventiva, atrativa e exigente. Pedir mais e criar espaço à ação e à criatividade. Os nossos alunos são sujeitos a horas infinitas de sedentarismo.

É preciso que a escola seja um local de instrução, mas acima de tudo de ação e expressão (escrita, movimento, oral, teatral, artística, de ideias).

O sistema educativo deverá reforçar a importância educativa da disciplina de Educação Física e assumir que não deverá existir, por mais voltas que se queiram dar, instrumento educativo potencialmente mais eclético, abrangente e mais importante para a formação do caráter dos alunos do que os defendidos pelo Desporto Escolar e pela Educação Física.

É, igualmente, muito importante na criação de hábitos de vida ativa e saudável e, isso, só é possível com a criação de rotinas de ação que permitam desencadear estratégias de aumento da quantidade de tempo dedicado à atividade física e ao desporto.

A melhoria constante das competências físicas, com forte influência da autodisciplina, autocontrolo, desenvolvem a capacidade de gerir melhor a frustração, contornar as adversidades e as dificuldades provocadas pelo dia a dia, também é uma importante consequência desta medida.

Uma análise breve à estrutura dos nossos alunos salienta a importância significativa destas medidas como forma de combater o excesso de peso, de obesidade e da descoordenação motora, consequência evidente da vida sedentária dos nossos alunos. Estas medidas, se aplicadas, já vêm tarde, mas ainda a tempo de mudar a vida de muitas crianças e jovens.



Mais de Carlos Dias

Carlos Dias - 6 Jul 2018

Acaba hoje a semana nacional da formação do Desporto Escolar, que decorreu desde o dia 3. Quase uma semana em que quatro centenas de professores rumaram a Braga, para fazerem formação especializada em Desporto e Educação Física. Este evento é um exemplo de interação institucional e de uma autêntica parceria entre as Escolas de Braga, […]

Carlos Dias - 22 Jun 2018

Braga recebe, na próxima semana, os Campeonatos Nacionais do Desporto Escolar, no escalão de iniciados. Esta atividade está inserida, obviamente, no programa do Desporto Escolar, mas igualmente na programação da Cidade Europeia do Desporto – Braga 2018. São 12 modalidades distintas, cerca de 1200 alunos praticantes, 200 professores, árbitros escolares de todo o País que […]

Carlos Dias - 25 Mai 2018

Apesar de existirem, com a era digital, muitas formas de comunicar, a comunicação “cara a cara” continua a ser aquela que acarreta mais dificuldade e mais leitura de muita informação “oculta”. Essencialmente, porque o que se diz (palavras), como se diz (tom de voz) e a forma como se diz (a expressão corporal) acarretam muita […]


Scroll Up