Fotografia: DR

Polícia Marítima caça redes ilegais na Póvoa de Varzim

O Comando-local da Polícia Marítima da Póvoa de Varzim e Vila do Conde procedeu na passada sexta-feira à alagem de artes de pesca não sinalizadas e fundeadas em zona proibida.

Redação / Nuno Cerqueira
17 Dez 2017

​Segundo nota de imprensa, as artes de pesca, vulgarmente conhecidas por “bombos”, estavam fundeadas em zona portuária da Póvoa de Varzim.
«Estas comprometiam a segurança das embarcações que pratiquem o porto de pesca, a marina de recreio ou os estaleiros de construção naval», refere nota de imprensa.
Segundo as autoridades policiais marítimas, esta ação teve ainda o objetivo «combater a captura indiscriminada de espécies marinhas, ao que acresce o excessivo tempo em que se mantêm presas, acabando por morrer».
«Foi elaborado o respetivo expediente com vista a desencadear o procedimento contraordenacional», acrescenta a Polícia Marítima.
A missão contribuiu ainda para a preservação do meio ambiente, por se terem retirado do espelho de água artes de pesca que, por não serem construídas com materiais biodegradáveis, constituem foco de poluição.




Notícias relacionadas


Scroll Up