Fotografia:

António Cunha despede-se da “Gata” e deixa «uma universidade diferente»

António Cunha está viver o seu último Enterro da Gata como reitor da Universidade do Minho. Ao fim de oito anos, António Cunha escusa-se a grandes elogios em causa própria, mas reconhece que a universidade «está, claramente diferente». Depois de ter conseguido duplicar as receitas próprias da UMinho – de 35/40 milhões para mais de 72 milhões de euros – o ainda líder máximo da academia minhota conseguiu cumprir o seu principal objetivo, ver arrancar a Fundação Universidade do Minho, que acredita que «terá a autonomia que não teve, para uma gestão estratégica e financeira mais eficiente», num mundo de competição global no dealbar da “era do ensino digital”.

14 Mai 2017





Notícias relacionadas


Scroll Up