Fotografia:
STOL! Leia que é para si

Se gosta de aprender, está a ler o artigo certo. Não gosta? Foi também a pensar em si que escrevemos este texto. Neste momento deve estar a pensar que nos estamos a contradizer. Garantimos-lhe que não. Porquê? Nós esclarecemos. Quando lê a palavra ‘cientista’ ou ‘ciência’, o que lhe vem à mente? Uma pessoa de bata branca, com um penteado esquisito, e um tubo de ensaio em cada mão? Experiências com máquinas estranhas e líquidos fumegantes? “Bichinhos” minúsculos que se vêem ao microscópio? Não leve isto demasiado a peito, mas talvez valha a pena continuar a ler este artigo.

Marina da Costa Maciel
16 Nov 2013

Gostávamos de lhe mostrar uma imagem diferente da ciência. E quem somos nós para lhe propor tal desafio? Fazemos parte do projeto Science Through Our Lives (ciência através das nossas vidas). Não se assuste com o nome, pode tratar-nos simplesmente por STOL. É certo que o nome não lhe diz muito sobre quem somos, onde estamos, o que fazemos; mas nós queremos dar-lhe mais pormenores.     
A ideia partiu de alguns membros do Centro de Biologia Molecular e Ambiental (CBMA), do Departamento de Biologia da Universidade do Minho (UMinho), que sentindo necessidade de entrar em contacto com o grande público, quiseram promover uma interação entre o mundo científico e a sociedade. Foi assim que Alexandra Nobre, Cristina Almeida Aguiar e Judite Almeida, investigadoras do CBMA, deram corpo a este projeto, o STOL, a que mais tarde se juntou Maria Antónia Forjaz, do Departamento de Matemática e Aplicações da UMinho.
O principal objetivo do STOL é comunicar ciência de forma simples, levando as pessoas a percebê-la, sem que para isso seja preciso tirar um curso. Damos-lhe como exemplo do que fazemos a atividade “Ponto a ponto enche a ciência o espaço”, onde foi possível aliar a população sénior de Centros de Dia e o croché à ciência. Curioso? Procure-nos na internet e irá, certamente, encontrar mais informação.
Já alguma vez pensou como iria reagir se lhe pedissem para explicar, por miúdos, o que é afinal o Bosão de Higgs, tão falado nas notícias? E quando uma criança nos pergunta como é que se forma o arco-íris? E o maldito vírus que nos pôs de cama durante uma semana? Sabemos mesmo o que é?
É normal sentir um ligeiro desconforto nestes temas, e em muitos outros. Se nunca entendeu, nunca irá conseguir explicar; se não é assunto da sua área, provavelmente nem ouviu falar em tal coisa! Mas acredite: tudo à nossa volta tem ciência, e conhecer aquilo que nos rodeia só nos traz vantagens. Obviamente, o STOL não vai responder a todas as suas questões. No entanto, queremos tentar melhorar a cultura científica do cidadão comum, e ajudar a criar uma relação proveitosa entre ciência e sociedade.
Quem sabe se o leitor, que até nem gosta muito destas áreas, vem a constatar que o problema estava, afinal, na maneira como lhe contavam as coisas? Fique atento! Brevemente estaremos de volta para falar de assuntos bem curiosos…




Notícias relacionadas


Scroll Up