Fotografia:
Ouça-se a voz dos “sábios”…

Até há pouco tempo não havia quaisquer dúvidas: o Sp. Braga “nasceu” em 19 de janeiro de 1921, data em que os responsáveis de então registaram o Clube bracarense no Governo Civil. Essa data foi tida, ao longo da história dos “arsenalistas”, como a do tradicional aniversário do Sporting de Braga. Em 2010, porém, veio a público um livro – “História da Bola em Braga” – onde foi posta em causa essa data. Os autores (Evandro Lopes e João Nogueira Dias) descobriram notícias no jornal “Echos do Minho” relativas aos meses de setembro e outubro de 1914 onde já se fala de um clube com a mesma designação. Isso levou-os a defenderem a tese de que o Sporting Clube de Braga tem origem em data anterior a 1921.

Carlos Manuel Ruella Santos
7 Nov 2013

Na verdade, segundo aqueles autores, em 16 de setembro de 1914 o “Echos do Minho” dava conta da nomeação dos membros dos órgãos sociais de um “novo Club”, o “Sporting Club de Braga”. E em 8 de outubro, o mesmo jornal lavrava uma informação sobre o pedido de demissão do presidente do conselho fiscal do referido clube e da eleição de um novo membro para aquele cargo.
Acresce a esta “descoberta” o facto de existirem revistas oficiais do clube comemorativas de alguns aniversários ocorridos na década de 30 do século passado e segundo as quais o Sp. Braga teria surgido em 1919, e não em 1921, aquando do seu registo no Governo Civil de Braga.
Compaginando estes e outros elementos históricos, surgiu um grupo de associados do Clube que passou a defender a possibilidade de o Sp. Braga ter “nascido”, pelo menos, em 1914. E com base nisso, apresentaram há dias ao presidente da Assembleia Geral do Clube um dossiê, defendendo a tese de que o clube surgiu em 16 de setembro de 1914 – devendo, por isso, celebrar-se no próximo ano o centenário do seu “nascimento”.
Trata-se, como é evidente, de um problema complexo. E se é verdade que há “precedentes” nesta matéria (veja-se o caso do FC Porto, que na década de 80 também alterou a data da sua génese, após descobertas semelhantes…) – a prudência aconselha que não se altere a data do surgimento do Sp. Braga sem que haja um estudo profundo, historicamente sustentado e “blindado” a futuras dúvidas sobre essa matéria. Porque seria uma forte machadada na credibilidade do Clube se, alterando-se agora a data do seu “nascimento”, viesse esta, mais tarde, a ser posta em dúvida de forma inequívoca.
Ora, Braga possui alguns dos mais eminentes investigadores na área da História, não só na Universidade do Minho, mas também fora dela. Por isso, antes de se tomar uma decisão sobre matéria tão complexa, peça-se um estudo aprofundado aos académicos. Ouça-se a “voz dos sábios”. E depois, sim – decida-se em conformidade. Para que não restem dúvidas, nem agora nem mais tarde, sobre esse assunto.




Notícias relacionadas


Scroll Up