Fotografia:
Publicidade

Raramente vejo televisão. Desabituei-me. Gosto de ver um bom filme. E, para isso, não é preciso a televisão, só o televisor. Mas a minha filha mais nova gosta de ver as telenovelas e, agora que tenho mais tempo, acompanho-a. Ainda bem que o fiz. Não foi só pelos programas mas pelo que descobri. E não gostei do que descobri. E o que descobri está relacionado com propaganda. Estava distraída a acompanhar a evolução do enredo quando, a determinada altura, aquele fica suspenso para surgir a propaganda a um produto específico. (Será que só eu notei, ou houve mais pessoas que perceberam também? Ainda agora, enquanto escrevo estas linhas, me lembro dessa imagem!) Fiquei pasmada. Julgava que tal era proibido por lei.

Maria de Fátima Nascimento
22 Set 2013

Lembram-se daquela propaganda que há uns anos foi proibida por influenciarem os consumidores na compra de determinado produto devido aos flashes propagandísticos captados pela mente e veiculados de forma semelhante? Será que regressou? Será que agora é legal? Será que o consumidor está novamente à mercê da falta de escrúpulos das grandes empresas?
Como se tal não fosse suficiente, uma outra telenovela que, valendo-se do êxito da história, faz propaganda, pela voz das personagens, a vários produtos! Como se explica isto? Como é possível haver tão pouco respeito pelos telespectadores? Será que chegámos a um ponto em que os fins já justificam os meios, ainda que estes não sejam nobres? Ainda que o fim seja o aumento do número de vendas de determinado produto? Será que a crise trouxe à superfície o pior de certos seres humanos que se valem de outros para seu proveito próprio? Será que o mesmo acontece nos outros países ou é só neste? Mesmo que esta situação se alargue a outros, isso não faz com que essa estratégia sela legítima!
Acho que se tem de pensar nisto… Já somos vítimas de tanta forma de violência, ainda teremos de aguentar mais outra? E quem nos pode proteger desta ou estaremos entregues a nós próprios?




Notícias relacionadas


Scroll Up