Fotografia:
Será que vale a pena…

Festas de estudantes, alegria e dor, pais com ramos de flores para entregarem a filhos finalistas, um tempo diferente na vida desses jovens e para os seus progenitores a sensação do dever cumprido, a satisfação e porventura o orgulho de ver um filho chegar ao fim dum caminho porventura longo e difícil. Todos os anos este cenário se repete, são centenas os novos licenciados, gente jovem e ansiosa por obter um emprego, realização de sonhos e sensação de liberdade e independência. Preparam-se para enfrentar um mundo novo, a realidade do seu país, após anos de estudo e desafios sempre vencidos. Vitoriosos e felizes, vão finalmente conhecer o que o país tem para lhes oferecer… imaginando já que finalmente vão dispensar a mesada dos pais e gerir os seus próprios rendimentos!

J. Carlos Queiroz
7 Jun 2013

Seria assim num tempo recente, receio não o vá ser agora e mesmo num futuro próximo, pelo menos para a grande maioria de licenciados a quem o país e seus políticos apontam uma porta aberta e sem fronteiras, como solução. A pergunta, será que vale a pena, começa a fazer sentido para os jovens que iniciam uma formação, sendo que a resposta habitual será, “se não estudares” ainda será pior! Os nossos partidos conseguem motivar os jovens e alguns já falam em Universidades de Verão, como  um momento importante para adquirir conhecimentos, na verdade, embora recentes já conseguiram motivar os jovens para a política. O país tem idosos experientes, pensionistas que sofrem uma austeridade injusta,  porque as medidas necessárias para reduzir o défice passam pelo corte nas pensões.
Curiosamente nenhum outro governo havia desenvolvido e planeado de forma tão injusta, medidas para reduzir os rendimentos daqueles que trabalharam uma vida inteira para garantir, julgavam eles, uma velhice tranquila. Na verdade não se trata de um conflito de gerações, mas apenas de um entendimento político que decidiu ao que parece, que  havia pensões que reflectiam direitos obtidos e não merecidos. Será que vale a pena ter ilusões num país que depois, altera de forma unilateral o que antes contratou! Será que vale a pena lutar contra um poderoso inimigo político, que tudo decide sem antes reflectir sobre as consequências na vida das pessoas?  Será que vale a pena?
As nuvens que ensombram a vida dos mais velhos estão aí visíveis no custo de vida, na retirada de parte dos seus rendimentos, nas dificuldades de fim de vida, porém ainda assim, todos gostariam de sentir os sacrifícios agora exigidos resultavam numa melhoria para o país. Vamos acreditar que vale a pena… que os nossos jovens vão ter oportunidades de emprego e de no seu país, encontrar aquilo porque lutaram, sendo possível concretizar sonhos e viver feliz na nossa terra. Que valha realmente a pena tantos sacrifícios e o país consiga finalmente desenvolver as políticas necessárias à retoma económica.




Notícias relacionadas


Scroll Up