Fotografia:
Pessoas bem vestidas é outra coisa!

Há alguns locais, na nossa muito bela e nobre cidade de Lisboa, e não só, que são um oásis para a nossa vista. E porquê, perguntam alguns? Porque olhamos ao nosso redor e vemos gente bonita, gente gira, bem vestida, gente com bom gosto. É uma coisa que me agrada, confesso: podendo parecer uma coisa supérflua, e admitindo que há coisas bem mais importantes que a roupa, pessoas bem vestidas fazem bem à vista, fazem bem à alma, melhoram o nosso ânimo, e ainda por cima dão-nos ideias, inclusive de conjugar roupa há muito esquecida no nosso roupeiro.

Alexandra Chumbo
27 Mai 2013

Hoje foi um dia assim, acabei de chegar do meu almoço, e como hoje (infelizmente) almocei sozinha, deliciei-me a olhar em meu redor e apreciar os “out-fits” dos transeuntes.
Já sabemos: não é preciso ter o último grito da moda – seja ele qual for – para estar gira/o, com um ar limpo, “clean”, enfim: bonitinho.
Há alguns aspetos que a mim pessoalmente me captam a atenção, nomeadamente: a pessoa ter roupa à sua medida, nem muito larga para a sua estrutura, nem muito apertada, a ponto de parecer que vai explodir a qualquer segundo!…
Não ser muito curta (juro que não percebo quando vejo tanta senhora com vestidos ou blusas curtas que “insistem” em esticá-las até à exaustão como se isso fosse aumentar o tamanho do tecido) nem muito comprida (a ponto de ficar suja pela bela da calçada portuguesa ou outro qualquer pavimento).
Depois, parece-me importante que não seja uma roupa que mostre a roupa interior, por mais bonita que esta seja. Acham bonito ver alças de soutiens e rendas de cuecas? Olhem, eu não acho, pronto, não acho nada elegante ponto final.
Também aprecio que a roupa esteja limpa… eu sei, eu sei, mães de bebés que bolsam a toda a hora podem estar dispensadas deste pequeno requisito, se bem que mãe de bebé pequeno (como eu…) tem sempre toalhitas de rabinho, que facilmente resolvem este problema.
A ter em conta também são as cores que se conjugam, os tecidos e a qualidade dos mesmos. Aqui teríamos de escrever outro artigo, claro está, mas se, por um lado depende muito do gosto pessoal de cada um, arrisco-me a dizer que quem vai mais para o clássico, e opta por cores mais discretas, geralmente está sempre bem (Não digo com isto que um bom e vivo padrão não dê um out-fit perfeito, claro, e que não haja ocasiões especiais, mas vocês entendem!).
Quando falamos de senhoras, há que falar também nos acessórios. Meninas, uma boa mala é uma boa mala, e só ela (ah, malvada!!!) pode fazer uma vestimenta perfeita, ou estragá-la completamente… Depois há os colares, as pulseiras, os ganchos, e uma panóplia de adereços, agora tão na moda e ao nosso dispor, mas nada como o bom senso – também aqui: nada de exageros: mais não significa melhor… – de saber coordenar tudo isto num look apetecível e agradável aos outros.
Posto isto, reafirmo, hoje almocei na zona de Entrecampos, e fartei-me de ver gente gira a passar. Gente cheia de calor, sim, que isto hoje está que não se pode, lá fora! Mas gente gira, composta, que não deve estar de férias e que não ia para a praia, mesmo sem ir… sim, porque out-fit de praia é outra coisa!… Fica para o Verão.




Notícias relacionadas


Scroll Up