Fotografia:
Saturday night fever

Se, como era esperado, muitas das decisões da Primeira Liga de futebol se vão arrastar até à última jornada da competição, a noite do próximo sábado passou a suscitar um entusiasmo acrescido após o desenlace do Benfica-Estoril da passada segunda-feira. Assim, às anunciadas disputas pelos lugares da manutenção e pelas posições que conferem acesso à Liga Europa e à Liga dos Campeões da próxima época, juntou-se o reavivar da disputa pelo título – numa altura em que alguns pareciam festejar precocemente e outros evidenciavam também estranhos sinais de descrença.

9 Mai 2013

Mas vamos por partes. No fundo da tabela, Beira Mar e Moreirense ocupam agora as posições de despromoção, mas a verdade é que até ao 11.º lugar – hoje ocupado pela Académica – ninguém está a salvo de um dissabor.
Como não podia deixar de ser, com duas jornadas ainda por disputar, o elenco de partidas agendadas para estas rondas finais justifica múltiplos cenários e suposições, agrupando os protagonistas dos concorrentes das diferentes frentes.
Entre os dois últimos, por exemplo, o Beira Mar ainda defronta dois dos “candidatos à Liga Europa” – Estoril e Sporting – enquanto que o Moreirense tem uma batalha decisiva face ao Setúbal antes de participar no que pode ser o jogo do título (ou da desilusão) no Estádio da Luz.
Mais acima na tabela, há supostamente cinco candidatos ao lugar remanescente da Liga Europa, mas é o surpreendente Estoril quem parece estar à curta distância de uma vitória para segurar esse lugar em definitivo.
Na luta que nos diz mais respeito, o Braga tem que aguardar pelos fracassos do Paços de Ferreira em Coimbra e em casa, frente ao Porto, para poder acalentar algumas hipóteses de subir ao terceiro lugar, o que requer também vitórias sobre Nacional e Setúbal.
Se as perspectivas não são animadoras, a esperança tem que ser a última a morrer e o prémio mais que justifica a crença e o esforço.
Chegamos então ao prato principal da jornada e deste final de campeonato: o Porto-Benfica do próximo sábado à noite.
Visto completamente de fora, ambas as equipas têm um leque de excelentes jogadores, capazes de fazer a diferença num momento de inspiração. Porém, parece-
-me que o Benfica dispõe de mais recursos e soluções ofensivas mais versáteis.
Em sentido contrário, há que ter em conta o desgaste físico acrescido da equipa lisboeta por força da presença em diversas competições e a eventual fragilidade mental provocada pelo revés de segunda-feira.   
Tudo pode resumir-se, enfim, a uma questão de atitude, e à preparação psicológica feita pelos dois treinadores. Pois que assim seja e que o resultado final deste jogo e do campeonato dependam sobretudo das duas equipas em compita e que estas saibam proporcionar a todos os simpatizantes e adeptos da modalidade um excelente espectáculo.




Notícias relacionadas


Scroll Up