Fotografia:
Ler mais (+), semana de leitura

Aprendemos a falar, a dizer as primeiras letras, as primeiras palavras, à medida que vamos crescendo e desenvolvendo, através do que ouvimos os nossos pais e familiares mais próximos e no convívio com outras crianças. Os pais anseiam ouvir as primeiras palavras do filho(a). É uma alegria enorme. E sobretudo quando dizem pela primeira vez “pai” ou “mãe”. À medida que o tempo passa e a criança cresce, vai construindo e desenvolvendo frases. Tive oportunidade de verificar e constatar a realização premente da semana da leitura Ler+, cuja iniciativa se deve em grande parte às escolas, bibliotecas, etc…

Adão Gomes Pereira
27 Abr 2013

Ler deve ser algo tão importante e fundamental. É essencial motivar os jovens a gostarem de ler, a aprenderem e entenderem a língua. A leitura, independentemente dos exemplos que os mais velhos dão aos mais jovens, incentivando-os para saberem e aprenderem mais, é muitas vezes um acto pessoal. Devemos aprender desde muito cedo a gostar de ler, estudar, conhecer e aprender a nossa língua materna. Só com muito querer, gosto e vontade poderemos melhorar e compreender o que vamos lendo. O caminho para uma boa aprendizagem e o melhoramento da leitura passa por tentar e querer saber o significado das palavras, o sentido das frases…
Todos aprendem a ler bem e a interpretarem bem o que lêem? Não! Saber e praticar uma boa leitura é pronunciar bem as palavras, é fazê-lo serenamente, expressando bem o que se lê para aqueles que nos ouvem percebam o que pretendemos dizer-lhes.
A leitura tem regras, tem mecanismos e inúmeros objectivos. É fundamental dominar bem a nossa língua. Por isso devemos ter muito cuidado, ao falar com as crianças, de usarmos palavras bonitas e cativantes.
O que se entende por ler? É dialogar, é entrar em contacto com outros mundos, outras formas de pensar, saboreando aquilo que lemos… Mas o prazer de ler não é dado: é conquistado. Ler é alimentar-se, é respirar, é voar e sonhar! Mas enquanto estes são actos naturais, o prazer de ler é uma criação nossa – é da nossa responsabilidade.
O objectivo da leitura é a comunicação. E a comunicação só se faz havendo compreensão. Por isso, para além da leitura, é também fundamental praticar a escrita, compor, redigir, exercer essa actividade de “sentir”.
Frequentemente, tratamos muito mal a nossa língua, quer a falar ou a escrever. Fala-se e escreve-se muito mal. A nossa língua merece mais respeito!
Ainda se lê muito pouco. Há falta de hábitos na leitura e de escrita. Infelizmente, houve muitos analfabetos que, pela sua experiência de vida, adquiriram cultura – e se tivessem aprendido a ler, até onde teriam chegado?! Mas também há pessoas instruídas que desperdiçam a capacidade de ler e escrever e tornam-se… incultos.
A realização destas semanas de leitura é algo de aplaudir, pois essas actividades incentivam e promovem o gosto e prazer de ler. Lendo, compreendendo, falando, escrevendo (e saber ouvir…) enriquece os nossos conhecimentos. Sentimo-nos mais valorizados e recompensados.




Notícias relacionadas


Scroll Up