Fotografia:
O voluntariado sénior como expressão da solidariedade

O voluntário é o jovem, adulto ou idoso, que desenvolve diferentes atividades não remuneradas no contexto de uma instituição promotora, movida pelo seu impulso solidário e sentido de cidadania, de maneira consciente e humanitária, em prol da comunidade. A atividade voluntária contribui para a melhoria do funcionamento da sociedade e da saúde do idoso em geral (física e psíquica) ao contribuir para a melhoria da sua autoestima e das relações interpessoais pela possibilidade de alargar a sua rede de contactos sociais, permitindo-lhe voltar a ter um papel ativo na vida em comunidade sentir-se útil e não como uma pessoa marginalizada em função da sua condição de idosa, mas como alguém que está inserido num grupo que tem como objetivo o bem comum.

Sérgio Pardal
1 Fev 2013

Os idosos realizam as mais diversas atividades voluntárias consoante as suas competências, disponibilidade e estado de saúde. Os voluntários seniores executam geralmente voluntariado nas áreas da ação social (apoiam jovens e adolescentes em dificuldades, idosos, visitam pessoas doentes), educação (desenvolvem programas de alfabetização para idosos, realizam atividades lúdicas, trabalhos manuais, auxiliam na formação profissional e educacional de crianças, jovens e adultos) e saúde (programas de promoção da saúde e prevenção da doença, desenvolver atividades que promovam a satisfação das necessidades das pessoas hospitalizadas e evitar situações que conduzam à degradação da saúde do doente), entre outras.
O voluntariado sénior permite ainda o convívio intergeracional e a transmissão de valores éticos, morais e de cidadania às gerações mais jovens condição essencial para um desenvolvimento sustentável de toda uma sociedade. A melhoria do bem-estar humano não deve estar só assente nos pressupostos económicos, mas em preceitos sociais, ecológicos, justiça social e políticas sustentáveis, que não ponham em risco o futuro de  todos os seres humanos.
Nesse sentido, as instituições de apoio social, creches, lares de idosos, hospitais, deveriam estimular o desenvolvimento do voluntariado sénior, devido ao aumento da longevidade das pessoas, com o consequente envelhecimento das populações. A atividade voluntária pode dar um sentido novo à existência dos idosos, proporcionar momentos de boa disposição, previne a existência de doenças associadas ao envelhecimento e dos gastos com que os Estados têm com a saúde, possibilitando em geral uma melhoria na qualidade de vida das pessoas que o exercem e no ambiente das instituições que incentivam a sua prática.
A ação voluntária constitui a expressão de solidariedade mais relevante que um ser humano pode ter para com o seu semelhante, independentemente da sua raça, cor, credo, religião ou etnia. Nesse âmbito o voluntário sénior pode contribuir com a experiência e sabedoria de toda uma vida, para a educação e a transmissão de princípios considerados  intemporais e esquecidos pelo consumismo dos nossos dias.




Notícias relacionadas


Scroll Up