Fotografia:
O contexto da incompetência profissional

Sabemos que a competência é sinónimo de aptidão, idoneidade no conhecimento e no desempenho. Idóneo é o individuo que tem boa preparação ou suficiência para uma coisa. Incompetência é exatamente o contrário, sem perfil ou incapacidade para um determinado exercício de funções. Todavia, infere-se que não basta mostrar elevada competência na profissão, mas que se requer, além disso, a disposição tanto espiritual como física para dar cumprimento aos requisitos impostos. Falemos sucintamente sobre o significado de algumas variáveis de incompetência.

Albino Gonçalves
10 Dez 2012

Há diversas modalidades de incompetência, que pode ser voluntária ou involuntária: por incapacidade física, emocional, ignorância, imoralidade, desonestidade e entre outras.
Descreve-se alguns conceitos aqui apontados sobre as diversas incompetências. Por exemplo: a incapacidade física relaciona-se com o impedimento por traumatismo, um acidente vascular cerebral que causa hemiparesia. Compreende-se que a atividade será restringida na proporção da limitação existente e deixará de realizar o universo da sua intervenção real no seu posto de trabalho.
A incompetência por razões emocionais nem sempre é fácil de ser posta em evidência, mas reflete-se, por vezes de forma subtil, uma ligação progressiva a conflitos ou a doença mental de desenvolvimento lento, pondo em causa discernimento ou decisões. Este capítulo é sensível de apreciação, dado o resultado que dá conta das pessoas que nesta matéria nem sempre racionalizarem os seus erros manifestamente lesivos de um conjunto de fatores, nomeadamente no que diz respeito ao absentismo ao trabalho.
A incapacidade por ignorância resulta do profissional não se ter preocupado em manter o grau de informação mínimo requerido e adequado ao exercício de funções. Acomodou-se ou estamos perante um cenário de desmotivação, baixa autoestima, descredibilizado, secundarizado, sedentário…
A incompetência por desonestidade ou imoralidade profissional é a determinante demonstração da falta de perfil para o cargo que fora convidado, provocando pelo desconhecimento e fracasso, problemas sérios associados a uma reputação duvidosa, ausência de caráter, conivente a uma auto- -conspiração silenciosa reveladora de indicadores catastróficos para os êxitos profissionais esperados por todas as partes envolventes.
É preciso apostar forte na formação profissional, participar em cursos de atualização, congressos ou jornadas científicas, aumentar o seu nível cultural através da sua intervenção de cidadania ativa, melhorar substancialmente o seu conhecimento académico e técnico, trocar ideias com os seus pares, inovar as boas práticas e condutas de trabalho…
A incompetência é por definição, um contexto, abusivamente utilizado, confundido e mal interpretado exatamente pela ignorância daqueles que não sabem o seu verdadeiro significado de aplicação.




Notícias relacionadas


Scroll Up