Fotografia:
Nasceu a Braga +!

A associação Braga + nasceu no passado dia 21 de outubro, no alto da torre de Menagem, ícone fundamental da nossa história e símbolo da defesa dos nossos valores comuns. Somos uma associação de bracarenses apaixonados, que se propõem ajudar a reescrever a história da sua cidade. Esta associação nem está voltada para o passado, nem é contra ninguém. Seremos intérpretes inegáveis de uma geração cada vez mais consciente da valia do seu passado, que aspira a mais, e que sabe que pode alcançar esse mais com o seu esforço e empenho. Não nos calaremos perante atentados contra a memória da nossa cidade, muito menos aqueles que forem perpetrados por quem tem o dever de defender a causa pública.

Rui Ferreira / Ricardo Silva / Carlos Santos
6 Nov 2012

Se decidimos unir-nos em torno de causas comuns é porque entendemos que tem havido falhas e uma falta de sensibilidade que nos implica a todos nós. Não apontamos o dedo a ninguém, mas reconhecemos humildemente a nossa cota de culpa na insensibilidade para com o património, na falta de interesse pela cultura, e na ausência gritante de intervenção cívica. Cabe a cada um fazer o seu mea culpa…
Estaremos sempre disponíveis para o diálogo, não extremando posições e procurando sempre o lado positivo das ações empreendidas. Não seremos uma associação pela negativa, nem faremos críticas inférteis ou sem um teor construtivo. Muito menos procuraremos ser força de oposição ou bloqueio àqueles que pretendam encontrar soluções diferentes daquelas que cada um de nós possa ter imaginado.
Não nos une a visão económica da sociedade, os credos religiosos, ou as sensibilidades partidárias. Une-nos sim uma cidade e o seu futuro. E esta unidade e procura de objetivos comuns tem um nome concreto: Braga! Nesse sentido deixaremo-nos guiar por um trinómio de atuação: cultura-património-cidadania.
Queremos uma Braga com + Cultura! Não nos limitaremos a questionar ou a fazer sugestões, mas propomo-nos sermos também promotores de cultura, patrocinando percursos pelo património, preleções sobre a história local, debates sobre o destino a dar a imóveis de singular valia, ou não nos inibindo de buscar parcerias para fazer realidade – já em 2013 – o sonho de um Festival Barroco.
Queremos uma Braga com + Património! Não faz sentido que a cidade mais antiga de Portugal desbarate vestígios arqueológicos, perdendo oportunidades de prosseguir a sua valorização. Não faz sentido que a cidade portuguesa com maior concentração de imóveis passíveis de classificação, tenha apenas dois de interesse municipal. Não faz sentido que a terceira cidade do país continue a deixar destruir ou descaraterizar imóveis de enorme valia artística.
Cabe-nos ainda patrocinar a cidadania, vetor essencial da sociedade democrática e ícone da participação dos cidadãos nas decisões que os implicam. Temos a ambição controlada de auxiliar, com a nossa voz, a pensar novas soluções para as questões comunitárias e a sugerir ideias que podem ser fundamentais para o nosso futuro. Não é por nós que o fazemos, mas sim pelos bracarenses do futuro, por aqueles que ainda não nasceram e que ainda não entenderam a importância do berço que o destino lhes doou.
Que diria o notável Arcebispo
D. Diogo de Sousa perante a nossa intenção de salvaguardar-lhe a memória e de recordar a Braga do seu tempo? Que reação teria  D. Rodrigo de Moura Telles, vendo-nos aqui abismados perante a sua suprema ideia de dar a Braga e ao mundo um ex-libris raro, como é o Bom Jesus? Que desenhos faria André Soares perante o nosso compromisso em elevar um barroco que, pelas suas mãos, ousou chamar-se bracarense?
Uma comunidade sem alma, sem memória e sem história não sobrevive ao futuro e está condenada a circular como diletante pelos caminhos do mundo, sem transportar horizonte. Não queremos isso para Braga!
O nosso maior sonho é a constituição de um museu da cidade de Braga, uma ideia que nasce do imperativo de divulgar a riqueza de uma história com dois mil anos, por onde passaram diversos povos e culturas. Os bracarenses só poderão perceber a sua identidade se acederem à sua história. Que melhor forma para revelar a alma de uma cidade?
Desejamos uma Braga que sabe potenciar os seus recursos, que valoriza o património legado pelas diferentes eras que atravessou, que se orgulha do seu passado, que o conhece e valoriza, e que o sabe mostrar ao resto do mundo. Uma Braga + culta, + participada e com + identidade!
Bracarenses de boa vontade, este projeto é para vós e vai ser aquilo que cada um de nós quiser que ele seja. Por isso lançamos o repto: juntem-se a nós!




Notícias relacionadas


Scroll Up