Fotografia:
Braga 2012: CEJ e o turismo

No ano em que comemoramos a Capital Europeia da Juventude, Braga é uma idade com uma projeção nacional e internacional de referência e com um crescendo número de visitantes de todas as partes do mundo. Braga nunca teve tanta procura turística e semelhante projeção internacional como no presente ano. Neste ano de 2012, com duas Capitais a acontecerem numa distância de 20km, esta é uma oportunidade única para que Braga e Guimarães se projetem no presente e, principalmente, no futuro.

Francisco Bettencourt Sardinha
20 Out 2012

A Braga 2012: CEJ, consciente da sua missão, tem estado presente não só nos grandes eventos nacionais e internacionais ligados à Juventude bem como nos de Turismo, tendo vindo a receber também participantes e visitantes de todas as nacionalidades e continentes, desde a Europa à Africa e da América à Asia.
É necessário tomar consciência de que o Turismo é uma das principais atividades económicas a nível mundial, sendo claro também uma das ferramentas mais poderosas da economia nacional e que deverá ser considerado como uma atividade estratégica para a consolidação de um modelo de desenvolvimento sustentável assente, sobretudo, na melhoria da competitividade das empresas e da qualidade do emprego. Braga precisa cada vez mais de se valorizar neste âmbito para que toda a economia beneficie e traga mais diversidade de serviços/produtos oferecidos, indo de encontro assim às múltiplas necessidades e motivações dos turistas. A Noite Branca é um exemplo do que a economia pode beneficiar, pois para além dos outros três grandes eventos que já se encontravam instituídos, como a Semana Santa, o S. João e a Braga Romana, a Noite Branca instalou-se como um dos quatro maiores eventos de Braga, sendo estes os melhores exemplos de diferenciação económico-turística da nossa cidade e que se devem valorizar e dinamizar no tempo.
Em conjunto com os atores locais, forças vivas da cidade, a Braga 2012: CEJ elevou a marca Braga e deu especial enfoque a todo um conjunto de reengenharia da oferta. Com a Turel, foram criados quatro roteiros cujo objetivo é dar a conhecer a história milenar da cidade de Braga e do seu vasto património. Foi criada também uma parceria com a GetBus, empresa de transfers entre Braga e o aeroporto Sá Carneiro, fundada recentemente por um jovem empreendedor local, fator que ajudará a nossa cidade a receber mais turistas. Em parceria com as unidades hoteleiras de Braga e do Gerês, foram acordados descontos de modo a que todos os jovens/turistas que desejem visitar Braga e o Gerês tenham acesso ao menor custo possível.
Em consonância com o entretenimento e a animação cultural que a Braga 2012: CEJ tem transmitido à cidade, a Câmara Municipal tem também realizado um trabalho de regeneração urbana, proporcionando uma melhoria do espaço urbano e respetivas acessibilidades. De sublinhar a cooperação entre a Braga 2012: CEJ e o Turismo do Porto e Norte de Portugal: o TPNP tem contribuído incondicionalmente como uma força empenhada na promoção e notoriedade da cidade, promovendo não só a cidade de Braga e a CEJ bem como todas as cidades, vilas, aldeias, produtos que se encontravam esquecidos.
Braga tem de se fazer valer das suas referências para atrair cada vez mais visitantes/turistas. Do ponto de vista estratégico, a cidade está a desenvolver e inovar nos conteúdos tradicionais tais como o património, a cultura, a literatura, a animação cultural e a gastronomia que constituem fatores de diferenciação turística e a criar processos para captar e desenvolver eventos regulares, organizando-se e promovendo o respetivo calendário.
Há que unir esforços para que Braga se torne num centro turístico de excelência, valorizando-se os tipos de turismo cultural, religioso, de negócios e de lazer. Assim, será de louvar a interação e um diálogo contínuo entre as várias instituições/empresas turísticas, de modo a que todos estes “atores” construam uma verdadeira dinâmica que conduza a uma linha de ação para a melhoria da qualidade da atividade turística de Braga.
A Braga 2012: CEJ continuará a ser um motor de desenvolvimento para um futuro de sustentabilidade social e económica.




Notícias relacionadas


Scroll Up