Fotografia:
Uma iniciativa “In”

A todas as pessoas amigas e “de boa fé”!
Um lembrete especial: vai já começar no dia 11 de outubro de 2012…
O quê? Isso mesmo, o Ano da Fé! Para o viver, temos cada dia e cada instante, mas sobretudo até ele terminar: no dia 24 de novembro de 2013. O Santo Padre Bento XVI, como pai bem atento que é, propõe-nos um tempo diferente. E não nos deixa sós: abre horizontes, indica caminhos de Verdade, de Beleza, enfim, da Alegria que vem do Amor.

Cristina Berrucho
23 Set 2012

A este propósito, escreveu uma Carta Apostólica intitulada Porta Fidei, “A Porta da Fé”, datada de 11 de outubro de 2011, ajudando-nos a preparar, já com um ano de antecedência (e ainda vamos a tempo de a ler!). Eu comecei a lê-la há pouco tempo, e bastaram as primeiras páginas para logo me encantar:
“A Porta da Fé, que introduz na vida de comunhão com Deus e permite a entrada na Sua Igreja, está sempre aberta para nós.” Sempre aberta! Não é uma maravilha?
Temos um Papa que nos realça a Misericórdia de Deus em acolher-nos sempre que “o coração se deixa plasmar pela graça que transforma”!
E por isto, e muito mais, o Papa anima-nos a aprofundar, a “readquirir o gosto de nos alimentarmos da palavra de Deus – fielmente transmitida pela Sua Igreja – e do Pão da vida, oferecidos como sustento de todos quantos são Seus discípulos.”
Como disse, só falo das primeiras duas páginas. A verdade é que o valioso manancial não se esgota nas 16 páginas que compõem esta carta, tão acessível em todos os aspetos, até no preço, o mais anticrise possível.
Ler a carta (pressuposto que penso até desnecessário pela curiosidade com que já estarão os queridos leitores que ainda o não fizeram) e animar-nos é uma só coisa! Mas a quê? A tantas iniciativas que valem a pena. Uma delas pode ser animar-nos a constituir pequenos grupos de estudo dos conteúdos da nossa Fé! Um encontro quinzenal/mensal, na própria casa, num jardim ou cafetaria, com um grupo – pequeno ou grande, conforme – para estudar/ler em conjunto esta Carta, o Compêndio da Igreja Católica ou até mesmo o próprio Catecismo (de uma beleza e acessibilidade irresistíveis), ou o célebre Youcat, dos jovens, por exemplo.
A cultura religiosa começará a ficar em alta e, aos poucos, acabaremos com o chamado “analfabetismo” neste campo, que tantos estragos tem feito na nossa sociedade!
João Paulo II e o Santo Padre Bento XVI têm sido verdadeiros apóstolos da conciliação entre Fé e Razão. Por isso, temos de pôr a nossa razão a trabalhar naquilo que é o maior e mais bonito tesouro para abarcarmos nesta vida tão curta.
Só faltam dois meses para começarmos a grande e segura “aventura”!
Para descobrirmos belas ideias e concretizações, temos também um site da Santa Sé, só e de propósito para este maravilhoso e fecundo Ano da Fé: www.annusfidei.va
Só depende agora de cada um de nós!




Notícias relacionadas


Scroll Up