Fotografia:
Prognósticos

Razão tinha o nosso bem conhecido João Pinto, atleta internacional do FC Porto, quando lhe colocaram a questão de qual o prognóstico que tinha na antevisão de um jogo importantíssimo que a sua equipa iria realizar e a resposta não se fez esperar tendo afirmado que, «prognósticos só no final do jogo».

Luís Covas
22 Jun 2012

Naturalmente que esta afirmação correu mundo sendo até motivo para muitas brincadeiras fazendo alguns eco de alguma chacota nos círculos do futebol. Vem isto a propósito das recentes declarações de, Michel Platini Presidente da UEFA, num encontro com agências de informação internacionais, que não teve receio de expressar o seu prognóstico sobre quem estará na final de 1 de julho, em Kiev. Michel Platini presidente da UEFA, está convencido de que Alemanha e Espanha serão as duas seleções finalistas deste Euro’2012, na final em Kiev, segundo confessou nesse encontro com as agências de imprensa internacionais. «Essas duas seleções são as principais favoritas a estar na final. Espanha tem, há algum tempo, um estilo muito definido, um sistema de jogo que permite evitar a fadiga dos seus jogadores. Não tem problemas nesse sentido, porque quem corre é a bola e não os jogadores.
Assim, quem se cansa é a bola e não eles», comentou Platini. Talvez a sua confissão não fosse um prognóstico mas a sua vontade, enquanto presidente do organismo que tutela, pois são das melhores seleções do mundo, tendo garantia, à partida, de êxito de bilheteira e marketing comercial, não fosse o futebol uma indústria poderosíssima.
Naturalmente que esta afirmação não lhe ficou bem pois todos os restantes países presentes neste europeu e que se encontram em condições de poder vencer, onde se inclui Portugal, não ficaram muito agradados com a ideia de Michel Patini.
Creio que o presidente da UEFA tem todo o direito de emitir a sua opinião mas deveria ter mais respeito para com todos os restantes concorrentes, já que se estão ali é por mérito próprio.
E a acreditar nas previsões do presidente da UEFA, bem satisfeitos devem estar todos os portugueses pois os seus prognósticos, a fazer fé também nos vaticineos que fez para a Final da Champion League, onde previu que FC Barcelona e Real Madrid, seriam os finalistas dessa competição, andam muito longe da realidade.
Nesse sentido temos que nos manter otimistas pois seguindo o que aconteceu na prova de clubes, onde nem Barcelona nem Real Madrid chegaram, pode ser que Portugal esteja presente nessa condição de finalista no dia 1 de julho em Kiev.
Caso venha, mais uma vez, a errar os seus prognósticos aconselharia o presidenta da UEFA a ter uma conversa como o João Pinto para lhe explicar quando é que deve fazer os seus prognósticos futuros.
Quem está, seja em que setor for, em posições expostas a mediatismos, em lugares de interesse coletivo e de grande impacto e dimensão, não pode ter estes comportamentos, sob pena de não respeitar todos os seus filiados e dar uma imagem surreal das funções que desempenha.
 A consideração pelos adeptos, pelos cidadãos, e pelos amantes do futebol, entre os quais os portugueses, merecia maior respeito. Vamos aguardar pelo desenrolar do campeonato, já estamos nas meias-finais e, pode ser que, mais uma vez, Platini saia equivocado.




Notícias relacionadas


Scroll Up