Fotografia:
Ricardo Rio a presidente, obviamente

Basta! Os socialistas já estiveram tempo demais no poder da Câmara Municipal de Braga. Sempre foram perto de quarenta anos. Quarenta longos anos! Uma eternidade! Talvez uma espinha bem cravada na democracia que envelheceu precocemente nesta cidade. Um apego birrento ao poder, talvez um disparate político escusado que não eleva a dignidade do regime da liberdade e da alternância.

Armindo Oliveira
4 Jun 2012

Sim, é pela alternância que surgem outras ideias, outras dinâmicas, outras vontades e se constrói, inevitavelmente, outro futuro. Um futuro mais promissor em que a igualdade de oportunidades, a transparência, a capacidade de discernimento e de decisão adquirem um estatuto mais sentido, mais autêntico e mais responsável. Um futuro sem mentiras, sem embustes, sem fingimentos. Um futuro sem medos, sem constrangimentos e sem fantasmas. Medo de se perder o emprego e medo de o não ganhar. Medo de exigir responsabilidades a quem domina a cadeira do poder. Medo de participar na coisa pública. Medo de opinar e de se manifestar com liberdade. Medo de exercer o direito democrático de cidadania. Medo que nos verga perante a arrogância dos votos conquistados em urna. Medo de dizermos simplesmente não.
É preciso mudar. Mudar claramente de paradigma e de atores. Mudar a ideia e a forma de repensar a cidade e o município. É preciso mudar realmente e com autenticidade. É preciso abrir novos horizontes ao pensamento jovem e ousado de uma camada etária bem formada e qualificada que está à margem das malhas do desenvolvimento. Sempre sem culpados e sempre sem consciência, porque o destino pertence, incompreensivelmente, a quem domina o poder.
É preciso sacudir o marasmo que cristalizou nos gabinetes de gente acomodada. De gente que não se atreve a vencer as amarras de uma herança política já apodrecida que tolhe a livre iniciativa e a capacidade de luta e de afirmação de um povo culturalmente submisso e mentalmente derrotado. Sempre à espera do subsídio. Sempre à espera da migalha do pão. É preciso olhar o futuro de frente com determinação e arrojo. É preciso seguir em frente e não esperar que o passado nos esmague e nos retire a capacidade de sonhar. O PS em Braga é passado.
É com a mudança de paradigma e de protagonistas que a sociedade evolui e se afirma como entidade geradora de dinamismo, de insatisfação, de irreverência visando o bem comum.
Sempre a mesma cor, já desmaiada e cansada pelo tempo, as mesmas políticas, o mesmo ruído, as mesmíssimas coisas. Muito pó. Muito bolor. Rotina e mais rotina. Os mesmos atores e até o mesmo cenário. Cenário cinzento e desbotado por mandatos consecutivos de pensamento unilateral. Sem chama e sem garra para dar combate ao conformismo. Baixar os braços e claudicar perante as adversidades e a arrogância, nunca.
Ricardo Rio é a oportunidade soberana para uma mudança, serena, ativa e consensual. É o rosto arejado de novos tempos com propostas arrojadas e com uma vontade indómita de vencer os desafios do futuro e da modernidade. Ricardo Rio é a inteligência jovem e disponível que refrescará uma cidade encantadora com a sua jovialidade e seriedade.
Braga precisa de uma lufada de ar fresco e retemperador. Braga precisa de Ricardo Rio. Ricardo Rio será, obviamente, o próximo presidente de Câmara Municipal de Braga! Bem-haja! Braga vencerá!




Notícias relacionadas


Scroll Up