Fotografia:
Outro Ponto de Vista…

Este Papa será inesquecível

N/D
8 Abr 2005

Impressionante a manifestação de fé e de profundo respeito a que assistimos na última homenagem prestada ao Santo Padre João Paulo II.
Homem que veio de uma Polónia martirizada, no seu magistério em cada dia deu-nos lições de vida.

Recordo, logo no início do seu pontificado, a forma corajosa como foi capaz de interpelar os poderosos do mundo com o pedido que fez, na primeira visita à sua Polónia, ao Espírito Santo para que ajudasse os homens “dessa terra”.

Essa ajuda veio, hoje a Polónia, parceira de uma Europa tolerante e democrática é um país onde se respira um outro ar. Um ar de tolerância, de respeito e de fé nos homens.

Esse foi um começo. De pontificado, não de uma luta que já vinha de muito longe.

Sempre ao lado dos mais desfavorecidos, sempre ao serviço dos outros, sempre dando sinais de uma realidade mais importante e relevante. A realidade divina.

Na opinião de muitos, nas quais me revejo, este Papa será inesquecível.

O seu papel foi tão importante que não existem palavras suficientes para o caracterizar. Contudo, permite-nos considerar que nele o Espírito Santo esteve sempre presente. Homem de sofrimento, foi capaz de o minorar; homem de reflexão, foi capaz de a tornar acção; homem da cultura, foi capaz de ser popular; homem de trabalho, foi capaz de o humanizar; enfim, foi um autêntico homem de Deus, foi, de facto, o representante de Cristo no meio dos homens.

Não tenho dúvida alguma sobre isso!

Hoje, por ele, sei que o homem não está condenado ao fim desta nossa vida terrena. Pelo seu exemplo, de vida, tenho a certeza da vida eterna.

Devo-lhe esta certeza.

Por tudo o que por nós fez, por tudo o que nós lhe fizemos sofrer, o meu obrigado.

Mas, ele está presente! Esperamos que nos ajude a ajudar, esperamos que nos oriente e guie, esperamos ser merecedores da sua presença entre nós.

Obrigado Santo Padre João Paulo II.




Notícias relacionadas


Scroll Up