Fotografia:
824. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Braga:

Os utentes dos Transportes Públicos de Braga (TUB), que aguardam embarque nas paragens, ascendente e descendente, do final da rua D. Pedro V – S. Victor, entrada sul da rua Dr. Elísio de Moura, têm um gordo problema: sentem-se discriminados!

N/D
30 Mar 2005

É que os respectivos cais de embarque não possuem resguardos nem bancos, como tantos que por aí abundam.
E interrogam-se: será que somos bracarenses de segunda e, como tal, sem os mesmos direitos que os demais?

Óbvio, senhor Presidente, que a queixa é justa e merece atendimento, porque pessoas idosas, doentes, crianças e mães com bebés ao colo são obrigados a permanecer em pé e, quantas vezes, por muito tempo até que um milagroso TUB os liberte deste padecimento!

Então, nos pinos do Verão e do Inverno, a coisa fica mesmo preta! A rua ali é um descampado e, logicamente, à mercê fica das inclemências meteorológicas que, sobre a nossa augusta cidade, por obra, graça e força do cimento, do aço e do alcatrão, ferozmente, se abatem!

Até já tenho visto, em pleno Agosto, passageiros de guarda-chuva a fingir de guarda-sol! Ou cidadãos idosos e doentes à cata de uma nesga de passeio ou vão de porta para darem o alívio desejado às maleitas da idade e da meteorologia!

Ignoro, senhor Presidente, se, em termos de carcanhóis, a seca atinge os cofres dos TUB como atinge a campina alentejana, e obstaculiza o equipamento destas duas paragens das necessárias infra-estruturas!

Mas, o que sei é que por aí se vai gastando, noutras coisas à tripa forra e nem sempre com o pretendido alcance social!

E, aqui, estão em causa o bem-estar, o conforto, a qualidade de vida que são devidos ao cidadão comum e são ponto de honra de qualquer gestão municipal, verdadeiramente, democrática.

E que, hoje, no viver quotidiano, mesmo de uma cidade provinciana, tão reclamados são!

Depois, como é do mais óbvio ranho de etiqueta social pôr fato novo sobre cuecas rotas, igualmente, embarcar num ECOTUB em paragens para carroças nem na carola mais brilhante penetra!

Por isso, senhor Presidente, mande o que tem de ser mandado, isto é, equipar as ditas paragens, diariamente muito frequentadas, com o mínimo conforto e qualidade. Que estes utentes dos TUB bem merecem e também não lhe estão a pedir nenhum caixote de ar condicionado! Entretanto…

É lícito perguntar:
– É bom viver em Braga?

E lógico responder:
– Só pr’alguns! Só pr’alguns!

Com os melhores cumprimentos e até de hoje a oito!




Notícias relacionadas


Scroll Up