Fotografia:
Outro ponto de vista…

Não existem razões objectivas e outras que impeçam a conquista do poder em Braga

N/D
18 Mar 2005

Condicionadas que foram pela realização antecipada das legislativas, a preparação das próximas eleições autárquicas deve obrigar-nos a alguma pausa reflexiva.

Parece-nos ser este o momento, para recolocarmos a questão de se saber se é desta que o eleitorado bracarense vai querer e possibilitar uma alternância do poder.

Estou em crer que as condições políticas são possibilitadoras de verdadeira mudança.

O CDS/PP e o PSD quando em 2001 firmaram um acordo com vista à conquista da autarquia bracarense, afirmaram que o mesmo se deveria considerar como um instrumento ao serviço de Braga!

Juntos por Braga, a coligação que deu corpo ao acordado, cumpriu uma etapa do seu desenvolvimento, com a conquista de várias presidências de juntas de freguesia, com o aumento de eleitos na assembleia municipal e nas assembleias de freguesia.

Faltou, contudo, o mais relevante, a conquista da presidência do município.

Reafirmo que faltou, mas os responsáveis dos dois partidos, dando mostras de grande sentido de serviço público, permitiram pela sua acção que hoje este fim possa ser finalmente cumprido.

Hoje no início de um processo, ou seja, no desenvolvimento de uma estratégia de conquista do poder é aparentemente fácil dizer que é agora que finalmente Braga vai ter um novo poder.

Os responsáveis das forças constituintes da coligação têm todas as condições de levar de vencida esta tarefa.

Os bracarenses exigem que se apresentem não só boas propostas, mas, sobretudo, os melhores e que os mesmos sejam capazes de ser portadores de uma nova esperança.

Não existem razões objectivas e outras que impeçam a conquista do poder em Braga.

Quem não se sentir capaz, ou mesmo, não sentir uma vontade de vitória que se retire. Os tempos são para quem acredita, para quem tem convicções e para todos aqueles que não desertam (alguns com desculpas da treta…).

Todos neste combate político fazem falta, mas não podemos permitir que alguns, poucos, possam estragar o trabalho de tantos.

Braga merece o melhor e, também por isso estamos “Juntos por Braga”.




Notícias relacionadas


Scroll Up