Fotografia:
Acorda…

Acorda, abre os olhos e olha à tua volta. Ouve a música que lentamente abre as tuas asas. Deixa-te levar sem medo. E voa. É para isso que estás aqui.

N/D
31 Dez 2004

Não, não feches os teus olhos. Só quando fores capaz de voar de olhos abertos deixarás de ter medo. Descansa que não vais cair. Vamos, vai. E voa. Não permitas que nada te impeça ou te prenda.
Olha à tua volta. Sente o vento macio no teu rosto. Aspira o perfume que se desprende das flores. Escuta o silêncio do universo. Integra-te nele até vestires a sua pele e o seu pulsar. Agora podes fechar os olhos e permanecer neste lugar por um momento. Deixa-te embalar por esta paz. E fixa dentro de ti esta memória.

É ela que irá seguir ao teu lado para que não te esqueças de quem és e do que és capaz.

Sim, podes guardar tudo dentro de ti. O espaço de dentro é exactamente do mesmo tamanho do espaço de fora. Tu és apenas um mensageiro entre espaços.

A vida é movimento. Não te detenhas nem permitas que te detenham. Assim, deixa-te levar. Tal como o vento transporta um aroma. Também tu és um aroma.
O único lugar móvel está dentro de ti. O tempo é só o momento em que estás.
Vai. Segue em frente. Podes e deves pairar por vezes.

E nessa pausa, revive a memória fixa dentro de ti. Para que nunca se fechem as tuas asas.

És livre, sabes? Não tens amarras nem limites de horizonte.

Vai e conhece-te. Faz a viagem dentro de ti. É para isso que estás aqui. Foi para isso que te deram asas mágicas, invisíveis mas poderosas.

Então, voa. Não precisas de ver. Só precisas acreditar…




Notícias relacionadas


Scroll Up