Fotografia:
Um reparo

No início da década dos anos noventa, quando a Direcção de Estradas do Distrito de Braga procedeu à limpeza das bermas da Estrada Nacional que atravessa o nosso concelho[Terras de Bouro], o largo junto ao café “Prensa”, em Souto, bem situado e bem arborizado, ficou como uma espécie de sala de visitas.

N/D
6 Nov 2004

Eram muitos os automobilistas que, ao circularem pela estrada, ali paravam para descansar, lanchar, respirar os ares puros da zona e até praticar desportos.
Há uns anos a esta parte, tudo mudou: a então sala de visitas transformou-se numa sala de arrumos (caixote do lixo), sinal do pouco civismo de certas pessoas. Entulhos, madeiras, pedras, areia, terra, tudo ali vão colocar; em dias de chuva é um autêntico lamaçal.

Para aqueles automobilistas costumavam parar por ali e continuam a passar, o local envergonha a freguesia e o concelho; isto é, em vez de progresso retrocesso.

Há bem pouco tempo fora instalado no referido largo um mini pavilhão em madeira que se supõe ser para a venda ou exposição de artigos regionais, tendo afixada uma tabuleta com as letras ATACHA. Foi também instalado um bonito fontanário, por sinal a jorrar água pura da serra; mas tudo está abandonado, e as silvas e ervas daninhas já ocupam parte do terreno.

Aqui vai um recado aos responsáveis da zona – talvez Junta de Freguesia e Câmara Municipal: dêem uma volta pelo dito largo (aliás bem conhecido); juntem esforços e ponham o largozito a brilhar, mandem lá colocar umas mesazitas e uns bancozitos e ponham a barraquinha a funcio- nar, para que todos quantos nos visitam, possam dizer bem alto: é bom viajar por Terras de Bouro, apreciar as suas belezas e beber águas puras e cristalinas dos seus fontanários situados à beira estrada.




Notícias relacionadas


Scroll Up