Fotografia:
A terra dos jardins subterrâneos!

Dizem alguns críticos que o nosso burgo parece uma “Babilónia”. É provável que sim, mas cá o Repórter não afina muito por esse diapasão. Em primeiro lugar, porque se fosse uma “Babilónia”, não faltariam por aí os célebres jardins suspensos da dita cuja, o que não se vislumbra a olho nu; em segundo lugar, porque o que por cá existe, conforme vossas mercês podem ver claramente visto, são os jardins… subterrâneos!!!

N/D
4 Out 2004

Ora reparem: ali no Largo de Monte d’Arcos, para além de um prédio em construção cujas sacadas estão a ocupar o passeio (que se presume servirem para os peões, e só para estes…) – noutro prédio alguém teve uma ideia genial, como a foto mostra: como o jardim talvez lhe provocasse alergia, pegou numa “placa” de cimento e pumba!, colocou-a por cima do dito jardim. E mais nada!!!

De maneira que o pequeno canteiro que ali se encontrava foi-se desta para melhor, ficando apenas um naco para inglês ver – e o que dantes era semelhante ao que se encontra em primeiro plano na foto, ficou por lá subterrado, à espera de melhores dias… Quem aprecia o “paronama”, nem quer acreditar. Mas que aquilo lá está vivinho da silva, lá isso é que está!

Julga cá o Repórter, na sua inocência, que o “acrescento”, de tão aberrante que é, não foi licenciado por quem de direito. Ou será que foi? Se não foi, é preciso actuar; mas se foi, então… boa vai ela!!!




Notícias relacionadas


Scroll Up