Fotografia:
Aquela passadeira e o comboio…

Quem diariamente utiliza o comboio atravessa na passadeira situada à saída da estação, em local de muito trânsito e onde os condutores esquecem-se, às vezes, que o peão necessita de atravessar.

N/D
25 Set 2004

É evidente que todos têm ali direitos, automobilista e cidadão. Porém, o fluxo de trânsito, especialmente em hora de ponta, alguns aceleras muito apressados, e os cidadãos que apressados saem da estação, contribuem para paragens bruscas e confusão naquele local, à chegada e partida de comboios em hora de ponta.
Não sei se os responsáveis pelo trânsito da cidade entendem ou não a situação existente, tão-pouco se está prevista alguma solução ou alteração à realidade existente, mas creio que seria oportuno analisar e pensar numa forma ideal de evitar complicações possíveis naquela passadeira.

Aproveito para renovar o pedido à CP e Câmara de Braga de uma efectiva coordenação de horários, lembrando à primeira que é tempo de início de aulas e que estudantes e trabalhadores esperam as suas sugestões…

Aos TUB sugere-se que os autocarros para Gualtar e Bom Jesus tenham alguma coordenação de horários com os comboios.

Agora que o Verão termina e os dias parecem mais pequenos, todos aguardam por horários de Inverno que sejam o mais cedo possível e respeitem minimamente as sugestões e reclamações suscitadas pelo horário actual.

Quando em conjunto as entidades visadas planeiam e organizam um sistema de horá-rios capaz de responder às necessidades do utilizador, tudo fica bem e acaba melhor.

O mínimo que se pede e espera é que as questões, a seu tempo levantadas, tenham sido ouvidas pelos órgãos decisores dos horários dos comboios da CP e que novos horários não tardem a surgir.

O comércio, a indústria, as escolas e os serviços públicos na generalidade têm horários mais ou menos definidos, o que, creio, facilita a elaboração de horários, capazes de atender à maioria das situações referenciadas no tempo certo.




Notícias relacionadas


Scroll Up