Fotografia:
A força vence a razão

A cena passa-se na Avenida da Liberdade augusta cidade de Braga, no passeio sensivelmente do lado oposto ao café Jolima!

N/D
19 Set 2004

Vai um jovem muito descontraído e deambulante, passeio acima, quando dum parque deestacionamento ali existente, sai um automóvel que, por pouco, não o derrubava!

O peão, trinta anos bem medidos num corpo franzino e esguio, barafusta contra o automobilista que, nas circunstâncias, se faz ao passeio sem as necessárias cautelas, invocando os seus direitos
de prioridade. E com toda a razão!

O automobilista, idem trinta anos, mas num corpo matulão e bem apessoado, responde de modo ofensivo e palavrão fácil às invectivas do peão!

A linguagem aquece, muda de tom, passa à ofensa:
– Seu parolo, vê-se logo que é da aldeia e não vê nada. Seu broeiro! – grita o do automóvel.
– Da aldeia és tu! Só sabes conduzir tractores! Seu morcão! – protesta o peão!

Palavra puxa palavra, cada vez a discussão mais azeda, até que o automobilista sai do carro, punhos cerrados, na direcção da cara do peão. Uns encontrões, uns palavrões, umas ameaças! Parto-te todo! Aldeão da côdea! Lingrinhas da merda!

O peão, mais fraco de físico, embora forte de voz, vai recuando, foge à contenda e é afastado por um casal de ocasião que assiste à cena! O automobilista, peito feito, resmungão ao vento, ar de galifão entra no carro sempre a rezingar, pretextando razão!

E eu, que do lado oposto da avenida acompanho o imbróglio, penso que, afinal, por tão pouco se faz uma briga, se desce tão baixo! E até se podia ter ido mais longe!

Estes jovens, mormente o do automóvel, tinham obrigação de resolver o problema com calma e educação. Sobretudo com o civismo que deviam ter aprendido em casa e nos bancos da escola! E de que faz parte este princípio básico: dar razão a quem a tem e pedir desculpa pelos constrangimentos causados!

Mas, como em milhares de circunstâncias diárias da nossa vida nacional, mais uma vez se constata que a força (do automobilista) vence a razão (do peão)! Triste sinal dos tempos!




Notícias relacionadas


Scroll Up