Fotografia:
Heróis…

Logo que acabado o Campeonato Europeu de Futebol, os jogadores da nossa selecção foram promovidos – pela imprensa – a heróis nacionais!

N/D
17 Ago 2004

Sinceramente, fiquei chocado, abatido, revoltado, incrédulo, estupefacto, enfim, podendo utilizar todos os verbos e adjectivos para definir a minha revolta.

Heróis do mar ou da terra? Levantaram o esplendor de Portugal, eles?!… Marcharam contra canhões e lutaram e lutaram?!…

Deixem-me rir… Eles lutaram o suficiente para merecerem os salários astronómicos que usufruem, e mais nada! Quem lutou até à morte foram todos aqueles que tombaram ao serviço da Pátria e aqueles que não tombaram na altura mas que, derivado das várias espécies de doenças que contraíram, foram e vão tombando; alguns dos quais até por falta da assistência médica que deveriam ter, gratuita, pois esses sim lutaram e ainda lutam contra uma “guerra” que lhes foi imposta sem poderem dizer nem chi nem mi!..

Incide aqui o meu grau elevadíssimo de revolta por considerarem heróis rapazes que jogam futebol, aquilo que gostam, e ainda por cima recebem fortunas mensais – e por esquecerem literalmente que heróis sempre foram e continuam a ser aqueles que lutam em prol de uma causa e não de uma coisa…




Notícias relacionadas


Scroll Up