Fotografia:
O chiqueiral cá do burgo…

O bonito prédio que vossas mercês vêem claramente visto no boneco ao lado está situado na Rua Comendador Santos da Cunha. Acontece que, desde há largo tempo, o rés-do-chão se encontra vazio, à espera que alguém o alugue ou compre (conforme diz o cartaz que lá foi afixado).

N/D
9 Ago 2004

Nada disto seria “do outro mundo” se o terreno de acesso à entrada do referido prédio tivesse um murinho (ou outro “separador” qualquer) a escondê-lo da rua. Mas não tem. De maneira que, com o passar dos meses, as ervas foram subindo, subindo, subindo – e transformaram-se num belo “esconderijo”…

Resultado: aquele terreno, sobretudo junto ao muro lateral do lado direito, transformou-se, num abrir e fechar de olhos, numa autêntica sanita! De facto, com uma regularidade assustadora, ali se vêem pessoas a “estrumar” as ditas ervas – para além daquelas que levam para lá os seus caniches a fim de estes se “aliviarem”… De maneira que, passar por ali com o nariz destapado, é um risco dos diabos! E em dias de calor, meu Deus!, é de ficar com… enxaqueca!

Quem mora nos outros andares é quem mais sofre com a situação – pois tem de gramar com aquele “perfume” dia sim, dia sim… E, pelo que o Repórter apurou junto de uma fonte de água fresca, ninguém quer saber da “sanita”: nem o dono do terreno, nem as autoridades de saúde, nem as autoridades municipais… nicles!, ninguém!!!

Será que é muito difícil colocar um “separador” entre esse terreno e a rua, a fim de se evitar aquele chiqueiro? Ai é?! Então… boa vai ela!!!




Notícias relacionadas


Scroll Up