Fotografia:
Nótulas soltas da minha agenda

Os Avós, pela sua disponibilidade (em princípio!), paciência e experiência e se forem discretos e não invasivos, podem e devem desempenhar um papel fundamental na Família e na sociedade!

N/D
26 Jul 2004

1 Não é o mais importante, mas… muitos leitores, e com “carradas de razão!”, me chamaram a atenção para um “erro” que saiu nas minhas últimas Nótulas… E têm toda a razão. Foi uma distracção de que só me apercebi quando li no Diário do Minho a referida nótula!… Explico: no dia 9 de Julho, participei com minha mulher num jantar, a que então me reportei, no Mosteiro de Tibães e não no de Singeverga.
Aos meus leitores peço a sua compreensão. Imaginem só que vou ao Mosteiro de Singeverga há mais de 40 (quarenta) anos! E que é o único Mosteiro com monges beneditinos na actualidade em Portugal! E o jantar foi aqui bem perto, no (Museu) Mosteiro de Tibães que não tem monges desde o dia 28 de Maio de 1834!

2. Não posso deixar de me contristar pelo facto, comentado até à exaustão na Comunicação Social, daquela troca de pasta da Secretária de Estado das Artes e Espectáculos!…

3. Tenho acompanhado o “hiper” lamentável escândalo de um Seminário austríaco e a rapidez com que a Santa Sé actuou. Como cristão, interrogo-me muitas vezes se eu próprio tenho rezado o suficiente para que tenhamos, como se pedia antigamente, «muitos e santos sacerdotes»! Sobretudo muito santos. Que sejam referências, apesar das fragilidades da sua condição humana.

… E lembro-me da referência que era para mim, desde muito menino e moço, o meu Pároco de Britelo (Celorico de Basto), o “Senhor Arcipreste”. Lembro a sua batina puída. Recordo-me vivamente de o ver rezar o Ofício no adro da igreja matriz. E, sobretudo, recordo a pobreza em que vivia, sem nunca fazer qualquer pedido! Como era respeitado e amado!… Era uma referência! Nunca ninguém ousou manchar a sua reputação moral… Porque era uma referência. Não só nos aspectos da sua sexualidade mas da sua verticalidade e honestidade, parâmetros fundamentais na formação de qualquer pessoa e, logicamente, também da dos presbíteros.

4. Os meus leitores já deram conta que sou um “leitor compulsivo”. Tenho imenso prazer em ler e só lamento não ter a capacidade de ler dois livros ao mesmo tempo, um com o olho esquerdo e outro com o direito! Agora estou a ler a biografia de João Paulo II: “Levantai-vos! Vamos!”. Que obra notável! Que escrita inteligente! O Papa consegue fazer da sua biografia um manual de formação de Bispos, de outros Ministros e de Leigos.

Nada do que refere e recorda é pura memória estéril do passado! Este Papa continua a ser surpreendente! A única nota negativa desta obra é a tradução nem sempre cuidada. De qualquer modo é leitura altamente recomendada. Pelo menos, eu ouso recomendar esta autobiografia do Papa.

5. Hoje é o Dia Nacional dos Avós. É bom ter Avós. É excelente ser Avô (Avó)! Não sendo pais duas vezes, os Avós, pela sua disponibilidade (em princípio!), paciência e experiência e se forem discretos e não invasivos, podem e devem desempenhar um papel fundamental na Família e na sociedade!

Vamos, pois, celebrar o dia de hoje com alegria!

6. Do DM de 20 de Julho: “Satanismo avança em Itália”. Se fosse só em Itália!… Mas, também em Portugal. E em Braga.




Notícias relacionadas


Scroll Up