Fotografia:
A crise instalada no país

Quem estiver atento às notícias, nota que pessoas insuspeitas e responsáveis do país, referem com frequência recados ao governo ou aconselham opinando sobre as mais diversas matérias, por curiosidade permitam-me cite algumas frases, cujo alcance determinação preocupação em temas de futuro:

N/D
18 Out 2003

– “Deixo aos políticos, aos economistas, aos sociólogos, a tarefa de prever o futuro de Portugal. Baseado na intuição que brota da longa História do meu Povo, eu só sou capaz de desejar para Portugal um futuro carregado de ideal, na fidelidade a uma cultura; um Portugal com alma, com mística, que possa fazer nascer no coração das jovens gerações a alegria de ser Português. a) D. José Policarpo».
…«Portugal precisa de um desígnio de ambição, devidamente corroborado com a solidariedade e com a afectividade social que nos são características. À nova geração devemos deixar um legado, um País pleno de oportunidades, orgulhoso do seu passado, seguro do seu presente e consistente
na excelência do seu futuro. J. Bosco M. Amaral».

Vale a pena analisar as palavras citadas que representam opiniões expressas em textos na revista Egoísta de Fevereiro 2003 para também nós, ficarmos preocupados com o País.

O facto de vermos as praias cheias, as estradas com bons carros e alguns preocupados com os salários dos políticos, não faz esquecer os milhares de portugueses que como sempre não têm dinheiro para férias e contradizem as preocupações, na alimentação e educação dos filhos, na poupança para ir ao médico ou tão simples como pagar a renda.

O pior é que estes são certamente a maioria dos portugueses, que não compram hoje os jornais e talvez não compram nem lêem um livro à décadas.

O país diferente de que a Expo e o agora Euro 2004 sobressaem, parece neste contexto, pouco ou nada terem a ver com o restante cenário.

Não bastam e o povo não tem já o necessário para que reine a estabilidade económica e familiar. Oxalá o pessimismo seja meu e o amanhã 2004, traga empregos e progresso, certezas e esperanças em vez de amargura, tristeza e mais crise.




Notícias relacionadas


Scroll Up