Fotografia:
Outro ponto de vista…

As relações entre as instituições públicas devem pautar-se por regras de tal forma claras que não possam de modo nenhum suscitar dúvidas ou interrogações.

N/D
17 Out 2003

A instituição Câmara Municipal, na figura do seu presidente, na relação que estabeleceu e estabelece com o Clube mais representativo da Cidade o Sporting de Braga pode merecer alguns reparos.As considerações que são feitas, por muitos, têm a ver com alguns procedimentos, pa
rticulares, de alguns que utilizam ou utilizaram abusivamente as instituições que deveriam servir.
A saber:

A Câmara Municipal de Braga contribuiu com bens, facilidades ou outro tipo de benesses para o financiamento do Sporting de Braga.

Uma das justificações publicamente apresentadas era a de que o Braga como clube mais representativo do concelho deveria merecer tratamento de excepção.

Das ajudas recebidas, suposto seria que o Braga deveria ter uma situação patrimonial invejável.
Conheci o Sporting de Braga com casa própria, hoje, a sua sede é um pequeno espaço do estádio municipal.

E questiono o porquê desta situação! Questiono mesmo onde param os milhões de contos que foram entregues ao clube.

E nesta busca de respostas, que devem ser entendidas como um dos momentos de exercício da cidadania, verifico que alguns a pretexto do Braga, enriqueceram muito na relação directa do empobrecimento do clube.

E esta situação tem de ser investigada, não prescreve.

Temos o direito de saber quem de forma indevida lucrou com os bens públicos.

Temos a obrigação de exigir como foram geridos alguns bens, algumas isenções…

Não podemos ficar com dúvidas, queremos esclarecimentos.

De forma pedagógica e possibilitadora de novos comportamentos pugnamos que desta investigação resulte uma nova postura.

Até porque, a título de exemplo, não se percebe como pode o Braga vender o que contratualmente não é seu.

O novo estádio das paixões não é do Sporting de Braga é do município e o erário municipal é bem público, não é bem que o edil possa dispor a seu bel-prazer.

A existência de regras serve também para que as dúvidas possam ser esclarecidas e existem muitas dúvidas em algumas relações, às vezes perigosas mesmo…




Notícias relacionadas


Scroll Up