Fotografia:
Nem “tumor” nem “extirpando”!

Só por este título, tu, caro leitor já sabes a quem me refiro…

N/D
14 Ago 2003

Exactamente! À afirmação solene, categórica, quase intimativa, de Mário Soares, a respeito do Ex.mo senhor Ministro da Defesa, Dr. Paulo Portas. «Um tumor que deve ser extirpado», para salvar o resto do corpo governativo! Assim, mesmo! Sem rodeios nem eufemismos! E apelava mesmo ao Primeiro Ministro e ao Presidente da República, a fim de – dizia – não sofrer mais graves desgostos, a médio prazo!.
Como pretexto para tal, aproveitou o jantar ou «ceia dos cardeais» – perdão! – a ceia dos ex-chefes de Estado Maior do Exército e do general Ramalho Eanes, que tentou justificar-se dizendo-se, ali, um mero cidadão português…

Este foi o pretexto para que Mário Soares ficasse muito preocupado com a situação e “tocasse a rebate”, profetizando desgraças por perto, se… Que não podia ser! «As Forças Armadas perderam a confiança ética no Ministro da Defesa!

Ora vamos olhar para o assunto, com olhos desapaixonados. Aquela ceia de generais não representava – nem poderia fazê-lo – todo o Exército, nem muito menos os dois restantes ramos: Marinha e Força Aérea. Aqueles ex-chefes, quiseram apenas exercer o direito de cidadania, criticando, segundo critérios pessoais, o comportamento governamental no referente a dotações militares. Eram quem eram e representavam apenas aquilo ou aqueles que representavam… Veio logo depois um comunicado – esse, sim, muito mais sensato do Chefe de Estado General das F.A.

Por muito respeito que me mereçam as Forças Armadas, não poderei esquecer que, acima delas e constitucionalmente, está o Poder Político… Se o País está mergulhado em grave crise económica, os militares – portugueses como os outros cidadãos – têm – de suportar também as limitações orçamentais… Já o tenho dito e reafirmo; façam as F.A. tudo quanto podem nos condicionalismos impostos e já cumprirão os seus deveres…

Quem escolhe os ministros e os mantém ou não é o Governo e só ele. Não agradará a todos o Dr. Portas – mas, fazendo o que pode já faz o que deve…

Pergunto-me se Mário Soares o teria ofendido tanto chamando-lhe (há tempos) «pessoa sem carácter» e agora «tumor extirpando», se a D.ra Barroso continuasse na “Cruz Vermelha”… O Dr. Soares que não esqueça haver muitos portugueses que nunca votaram nem votarão no seu profetismo…




Notícias relacionadas


Scroll Up