Fotografia:
“Um renascimento do ódio à liberdade”

A no Iraque provocou reacções por toda a parte e, sobretudo, na Europa. As reacções foram preferentemente contra os países que intervieram na política local procurando alterá-la em ordem à democracia.

N/D
2 Jul 2003

Os Estados Unidos e a Grã-Bretanha foram audazes e determinantes, e a Espanha deu-lhes apoio, através do seu governo, que é um governo da “Direita”.
As reacções em Espanha foram grandes e tornaram-se destacados no plano internacional e contrariadas no plano interno pela “esquerda” política.

Também entre nós, em Portugal, houve reacção pública preferentemente da “esquerda” na qual participaram Mário Soares e Freitas do Amaral.

Em Espanha, um comentador atento e responsável, analisou o problema e registou-o nestes termos: «Agressões físicas e verbais, coacções, assaltos a sedes do PP, violação do direito à liberdade de expressão são as manifestações de uma agressividade e de um ódio que se encontravam latentes. Curiosa forma esta de defender a paz à pedrada e com injúrias».

O registo feito aos acontecimentos em Espanha expressa bem o que se passa na política, quando ela apaixona os partidá-rios da “esquerda”.

Um comentador dos acontecimentos, espanhol, informa concretamente: «Nada disto é directamente imputável à oposição socialista. Não cabe afirmar, talvez dizer o mesmo da comunista».

A paixão inunda os manifestantes que exteriorizam ódio, vingança e teimosia e com esta prolongam o insulto. Ignácio Sanchez Cámara, no artigo que no “ABC” publicou em 29 de Março, analisa bem a realidade vivida.

Diz: «A violência física costuma seguir a verbal com inexorável docilidade. Os assaltos a sedes e as agressões a dirigentes do PP não são senão consequência natural das injúrias que se exibem em alguns cartazes. Chamar assassinos àqueles de quem se discorda é método totalitário e criminoso. Não se pode negar a boa vontade de muitos manifestantes, acaso a maioria, mas tão pouco cabe negar, sem faltar à verdade, que aquilo que ali prevalece mais que o pacifismo é o ódio ao capitalismo, ao liberalismo, à civilização ocidental, em especial à anglo-americana e ao governo de Espanha».

Como se vê, um acontecimento distante da Espanha – a guerra no Iraque – provocou a reacção da “esquerda” sobretudo, que levou à praça pública a sua decisão anti-governamental.

Ignácio Sanchez Cámara remata o seu artigo com este parágrafo: «De momento, o que gerou esta catástrofe bélica em Espanha foi um renascimento do ódio à liberdade».

De facto, a “esquerda” inclui, sempre, até nos grandes e graves problemas políticos, os seus objectivos.

Vimo-lo entre nós, quando surgiu a “revolução dos cravos” e assistimos a este plano em intervenção de imprensa e na Assembleia da República.

Curioso registar que os socialistas espanhóis não intervieram nesse processo, ao contrário dos comunistas.

Curioso que em alguns casos se tem verificado as mesmas atitudes entre nós. Bem sabemos que a “esquerda” tem os seus programas que subordinam aos seus objectivos e, geralmente, opõem-se, sempre e sistematicamente, às atitudes políticas do Centro-Direita.

Isto pede aos eleitores que, em suas votações, se pronunciem com objectividade e clareza para evitar várias deficiências: a impossibilidade de governação por falta de maioria capaz, as coligações de governação que restringem o exercício do poder e o cumprimento dos programas.

Ignácio Sanchez Cámara, que já citamos neste artigo, escreveu: «O perigo para a paz não se encontra do lado da liberdade, mas do lado da tirania».

Num artigo jornalístico estrangeiro lemos um belo comentário sobre a “Batalha intelectual” que remata com este parágrafo: «Para enfrentar os desafios que ameaçam a civilização e a ordem internacional, não servem as simplificações e os slogans. Do que se necessita é do rigor das análises e da serenidade da reflexão, em suma, a hierarquia e o nível exigíveis num verdadeiro debate intelectual e moral.

Ninguém ostenta o património exclusivo da verdade absoluta e menos ainda quem se a atribui a si mesmo e desenha as razões do adversário.




Notícias relacionadas


Scroll Up