Fotografia:
Nação valente… do futebol

Heróis do mar, nobre povo, nação valente e imortal levantai hoje de novo o esplendor de Portugal…É com este excerto do hino nacional que olhamos para a final da UEFA Cup, que decorreu no dia 21 de Maio em Sevilha (Espanha) e seus respectivos intervenientes. As duas equipas contendoras – FC Porto e Celtic de Glasgow – jogaram pela conquista da taça UEFA, sob um intenso calor atmosférico (mais de 35 graus) e humano (cerca de trinta mil escoceses e vinte mil portugueses), disputando o tal palmarés tão apetecível.

N/D
28 Mai 2003

Não deixou de causar alguma surpresa a presença do Presidente da República e do primeiro ministro de Portugal, sabendo-se da relativa denúncia sob o conluio futebol-vida política com que a cidade do Porto tem estado a viver desde as últimas eleições autárquicas.

De facto, a presença daqueles altos dignitários da Nação revelou uma certa apetência de visibilidade (dos homens da política) em eventos desportivos, como se estes fossem (ou forem) rampa de lançamento publicitária ou mesmo dando cobertura a outros protagonismos dos agentes em redor do futebol, como se estes fossem (forem) bons parceiros doutras lutas.

Houve quem argumentasse que esse acontecimento era mais do que desportivo, pois podia servir para levantar a auto-estima dos portugueses. Se assim continuarmos ao sabor das teias futebolísticas iremos parar muito perto!

Houve quem desejasse extrapolar deste ‘simples’ jogo conclusões regionalistas à volta do Porto. Não será, certamente, com estas lisboafobias nem com certos portocentrismos que se construirá um país mais próspero, equilibrado e solidário!

Que o futebol tem servido para afirmar-nos no contexto europeu e mundial, não podemos duvidar. Mas há muito mais do que futebol na vida. E a vida – digna, honesta e cívica – não se esgota no futebol.

Se isto foi assim num jogo o que será para o ano 2004 com o campeonato europeu em Portugal.

Haja moderação para com tanta propaganda não resulte no contrário do que se tenta vender, impingir ou fazer crer.




Notícias relacionadas


Scroll Up